Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta ao Silêncio

Queria tentar explicar e, ao mesmo tempo, entender o porquê de certas coisas acontecerem . Como quando você acorda com o sol batendo à sua janela e o canto dos pássaros vibrando docemente no ar, tudo parece ser suave; tranqüilo; tal qual os contos de fada que você assistiu em sua infância te fizeram imaginar que seria. Ou quando o dia amanhece chuvoso e em sua cabeça apenas ecoa o som da briga da noite passada, ou então aquelas palavras doces tão venenosas. Todas estas coisas te fazem refletir sobre o mundo e tudo que nele acontece, muitas vezes chega um momento em que você se pergunta se as coisas podem mudar ou se sua cabeça continuará com as mesmas dores que todos aqueles remédios não conseguem amenizar.
Às vezes você sonha em acordar distante de tudo e todos, distante de sonhos e culpas, distante de você mesmo e daquilo em que as pessoas querem te transformar. Querem mudar seu sangue, seu rosto, suas palavras, suas roupas, tudo aquilo que faz você ser apenas você mesmo. Porque pensam que você deve ser igual e submisso à elas e, quando você decide lutar contra isso, está apenas assinando seu atestado de óbito ou, talvez sua carta de admissão em um manicômio, porque eles não vão desistir até que consigam fazer isso.
Pensar em tudo isso não vai me levar à lugar nenhum, assim como esquecer também não levaria. Certas atitudes são tidas como impensadas, imaturas, irracionais, mas por que ser racional num mundo que apenas mata as pessoas que tentam pensar? Como podem julgar pensamentos, se eles parecem abominar qualquer coisa que seja sincera e original e, que não esteja dentro de seu patético padrão de mundo e vida? Se o que interessa a elas é dar dinheiro àqueles que já não tem onde guardar mais um centavo, ou ficar julgando o modo de viver das outras pessoas, decidindo até mesmo se elas devem ir para o céu ou para o inferno?
Bem, de fato estou cansado de tudo isso e acho que todas as coisas em que acreditamos deveriam ser mais reais, primeiramente em nós e, consequentemente no mundo todo, mas é inútil lutar e mais ainda desistir. O que fazer então? Seguir o que o meu coração dizer, ele esconde coisas preciosas e eu apenas poderei começar a entendê-las quando começar a ouvir a voz do meu coração.
Elton Veloso da Silva
Enviado por Elton Veloso da Silva em 27/09/2007
Código do texto: T671457
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elton Veloso da Silva
Pedreira - São Paulo - Brasil, 31 anos
110 textos (7089 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 05:46)
Elton Veloso da Silva