Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EM RONDÔNIA FURTO NA CADEIA NÃO É CRIME

EM RONDÔNIA FURTO NA CADEIA NÃO É CRIME

Agentes Penitenciários de São Francisco do Guaporé confiscaram minhas roupas que o Diretor de Segurança pegou no meu quarto de hotel, onde eu estava cumprindo prisão domiciliar, em Costa Marques, e colocou numa sacola, eu não ia levar nada porque sei que eles não permitem entrar. Eu ia só de bermuda e camiseta sem levar sacola.

Seu Wagner, diretor de Segurança, entrou no quarto do hotel e ele mesmo pegou minhas roupas e colocou na sacola e levou pra viatura.

Falou que a Juíza determinou que eu fosse levado para pagar 10 dias de castigo no tampão de São Francisco do Guaporé porque eu cantei a música do Furto do Baygon.

O Tampão da Cadeia de São Francisco mede 1.75cmx1.86cm, incluso o chuveiro e o vazo sanitário (boi), onde ficamos presos em 6.
Tivemos que passar a noite sentados sem dormir. Isso é TORTURA FISICA E PSICOLÓGICA.


Ao fim dos 10 dias que eu fiquei naquele chiqueirinho apertado, a equipe da SEJUS passou de noite e me levou pra Costa Marques deixando minhas roupa com a direção da Cadeia de São Francisco do Guaporé.

Pedi várias vezes aos diretores para pegarem lá meus pertences, eles até prometiam pegar, porém nunca cumpriram o trato.

Depois passei lá com o Prefeito de Costa Marques, esperamos os Agentes Penitenciários procurar, não encontraram.

Será que queimaram como fazem em Costa Marques?

Ou algum. Agente furtou minhas roupas como furtaram meu Baygon na cadeia de Costa Marques ?

1 Calça jeans preta e 1 camisa de manga longa xadrez vermelha semi novas mais bermuda preta escrita de branco ACADEPOL, mais camiseta, etc.

Ser roubado na Rua já é ruim, mas ser furtado pelos homens da Lei, isso é inaceitável.

Acho também um abuso de poder e de Autoridade, o fato do Diretor de Segurança não fornecer shorts ou uniforme à alguns presos que chegam vestidos de calça comprida, e então o Diretor de Segurança manda o preso entrar na sala de revista e tirar a calça, que depois de cortada as pernas é devolvida feito bermuda.

Outra coisa errada é o sequestro de toda vestimenta nas cores escuras, não importando se preta, azul, cinza ou verde. Até as cuecas são confiscadas.

Porque então a SEJUS não fornece uniformes em Costa Marques Rondônia? Apenas apreende as roupas dos presos, até toalhas e lençóis são queimados pelo Diretor de Segurança e os presos ficam precisando de favor de outros presos. Queimam até cobertores e nos dias frios o preso padece.

Todas as blusas de frio ficam apreendidas no almoxarifado de onde some.

O Diretor de Segurança me entregou uma sacola preta com uma folha de sulfite com meu nome, ao chegar na casa do meu primo vi que os objetos não eram meus, voltei na cadeia e devolvi, e os meus pertences desapareceram.

Esses são outros, além das roupas que sumiram em São Francisco do Guaporé.
Meu irmão deixou pra mim 1 travesseiro de pena de ganso com o Agente J.F.F , este travesseiro foi sequestrar o, nunca chegou até a mim.

Meu primo levou 1 Resma de papel sulfite e 10 canetas Bic preta, só recebi algumas folhas e apenas duas canetas. É justo furtar os presos?

Se alguém souber onde estão minhas roupas me avise 69984060100 MIRANDA

Meu Baygon foi o Agente J.F F de Costa Marques que furtou pra matar formigas na lavoura de colorau, a roupa não sei quem foi.
Léo Nardo Costa
Enviado por Léo Nardo Costa em 05/10/2019
Reeditado em 06/10/2019
Código do texto: T6762227
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Léo Nardo Costa
Campo Novo do Parecis - Mato Grosso - Brasil
548 textos (46048 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 17:24)
Léo Nardo Costa