Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Da janela...

Que coisa bonita você!
Quanto orgulho sinto, quanto prazer tenho!
Os olhos carinhosos, brilhantes, como os da minha mama.
A boca grande permite esse sorriso lindo, e sempre aberto a todos.
Corpo esguio, esbelto.
Magrelinha, (a minha), como a música, lembra-se?
O todo é bonito, corresponde ao padrão da beleza atual.
Agrada não?
Mas a alma!
Essa sim...
É maior que o corpo e tende muitas vezes a rebelar-se, querendo mostrar que é maior que ele!
A sensibilidade sempre à mostra!
Todos a vêem!
Impossível escondê-la!
Tão jovem e já descobriu que o importante é o sentir!
Já adquiriu a maturidade da simplicidade.
Busca encontrar-se?
Quanto!
É assim mesmo mocinha mutante!
Esse é o caminho da luz!
Do encontro com o divino e a luz, mas dos desencontros também.
Amores perdidos, etapas vencidas.
Viva “xuliquinha”!
Exista, seja estrela a iluminar quem por perto estiver!
Inunda de luz sua vida e seus amores.
Estarei aqui, sempre, à espera do abraço, do beijo, da sua presença.
Como Rubem Alves disse em algum poema..."da janela"
Acompanhando, torcendo.
Esperando você!

(para Paulinha- minha filha)






katia christofoletti
Enviado por katia christofoletti em 04/10/2007
Código do texto: T680348

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
katia christofoletti
Poços de Caldas - Minas Gerais - Brasil
1324 textos (63647 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 06:03)
katia christofoletti