Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PERDOA EU, HEIM?

                                                                             JANJÃO
Hoje eu falhei, não podia
Acontecer.
Por mais de 20 anos, jamais ocorreu
Este erro.

Sagrado momento em minha vida
Enorme valor a dias como este
São momentos de celebração
De dias, meses, anos, décadas
De emoções, perdas e ganhos

Passar por esta data uma vez
A cada 12 meses, é como
Aguardar a vinda de um filho
Ou o momento de encontro com quem
Se Ama.

Não é dia de choros ou preocupações diárias
Temos 364 dias, descontados os dias de comemoração
De nossos Amores, ainda sobram uns 300 dias
Para pensar no real e cotidiano.

Hoje eu deixei que as dores de cabeça
Do mundo tomassem conta de minha lembrança
Imperdoável.
Abomino violência, mas merecia umas 50 chibatadas
Por esta mancada.

Podia esquecer de trabalhar, pagar as contas,
Torcer para o Palmeiras, mas....
Não do dia de Hoje.
Hoje por um acaso comemora-se o Dia da Vitória
Tenho comigo que é o seu dia.

Poucas pessoas, são vitoriosas como você
e... eu fui esquecer
Não podia ter lapso de memória
Nem por 1 décimo de segundo

A vida é curta e a gente comete
Tantos erros, alguns sem sentido
Como esse.

Mas prometo, não vou mais te dar
Este desgosto.
Passo a me disciplinar.
Lembrar que o dia de Hoje
Tem que ser inesquecível.
Pois Amo a Mulher de meus sonhos
Reais.
dialetico
Enviado por dialetico em 11/10/2007
Código do texto: T689901
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
dialetico
Limeira - São Paulo - Brasil, 55 anos
179 textos (9985 leituras)
8 áudios (326 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 09:17)
dialetico