Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Somos impossíveis...

Seus olhos dizem uma infinidade de coisas que não deveriam...
Eu calo, mas correspondo.
Torna-se tão claro quanto qualquer folhetim das 9...

Em cada canto sinto o seu "ficar",
e em nada acrescenta tanto querer...
Em todo desejo mora o impossível,
e estar é um desejo que não posso.

Os instantes são outros e cada novo, irreal.
Em cada despertar são outros os bocejos,
outras vozes cantam a manhã,
são outras bocas que tocam o café.

Seus olhos eternizam coisas que não serão.
E meus lábios correspondem a isso.
O amor chegou calando o que deveríamos gritar.

s.
Tatiana Marques (Tath)
Enviado por Tatiana Marques (Tath) em 03/05/2020
Reeditado em 05/05/2020
Código do texto: T6935792
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Tatiana Marques (Tath)
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 32 anos
693 textos (24220 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 02:07)
Tatiana Marques (Tath)