Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta de Despedida

                                            Brasília, 24 de junho de 2020

Minha Querida, Hellen.

Gostaria de Dizer Aqui brevemente, que já não te amo mais, porém não que acredito que seria capaz de te provar tal fato, pois eu mesmo não me convenci disto ainda.

Hoje cedo, junto com um gole de café, vi novamente, as nossas fotos, e com o peito magoado, andei na mesma estrada, que dividimos até sua casa. Lembrei da última vez que te vi, da última palavra que te ouvi dizer, um simples e sonoro, " não ", que certamente irá ecoar nas noites e dias que me vierem pela frente.
Gostaria de dizer que Roubei uma flor pra você, mas infelizmente não tem como anexar ela aqui, e mesmo que eu a coloque no envelope, ela certamente irá morrer antes de chegar em você, e tudo que você terá será uma flor morta.
Minha volta para casa, foi o dobro de passos, não tinha pressa, tinha magoa, e se por ali cair, bater com a cabeça e te esquecer, apagar nossas memórias, que eram só nossas... Pude contar as pedras no caminho,  mas agora sozinho, não tinha você para me ver chutar elas.
Agora em meu quarto, ouvindo nossa música que pedi na rádio, tomando café na xícara que você me deu, olhando as fotos que você me deixou, até o porta retrato no meu criado, eu e ele, observamos tudo, mudos.
Queria te dizer que te amo, e que entendo que não fomos feitos um para o outro, e não acredito que precisamos disso para ser feliz, no mais, fica com Deus, Um beijo e um abraço...

                             Do Seu, Já não tão amado, Gusttavo.
Gusttavo Liandro
Enviado por Gusttavo Liandro em 24/06/2020
Reeditado em 25/06/2020
Código do texto: T6986527
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Gusttavo Liandro
Águas Lindas de Goiás - Goiás - Brasil, 19 anos
212 textos (2557 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/08/20 17:56)
Gusttavo Liandro