DE: PARA:

Já li mil vezes a carta de desculpas a mim mesma. Hoje não vim pedir desculpas. Vim pra me agradecer, pra me celebrar. Principalmente pra me lembrar de todas as coisas positivas que fiz pra mim mesma. Não, não é pra ser uma carta do futuro nem nada do tipo. Nem sei se existirei nesse futuro ilusório. É carta pra o presente mesmo - não entendo essa dificuldade que temos em viver o qgora - é lembrete que deve gritar feito despertador (as vezes três vezes seguidas pq uma só é pouco, é preciso ativar o soneca)que soa todo dia, no mesmo horário pra me lembrar que a vida de hoje deve começar. Ou recomeçar, que seja. Não, começar. O que foi, foi. Novo dia, nova vida.

Lú, você é pessoa incrível, alguém que se o destino se desse ao prazer de clonar e botar na minha vida, eu encarava com certeza. Teus excessos te fazem única e sensacional. E por excessos servem tbm as gordurinhas que tanto te incomodam no momento. Vc não é, vc está. Ninguém é, todos estamos. O fixo, a raiz não existe. Quem diz que as coisas são eternas não está vivendo certo pq já dizia saudosa Cassia: o pra sempre sempre acaba (a não ser os diamantes. Porém isso tbm é questionável pq só daqui até a eternidade pra sabermos se eles são, de fato, eternos)

Vc não tá vivendo a vida errada como adora dizer. Simplesmente não existe um padrão ou cartilha de como se deve viver. Cada um faz o seu, a sua maneira. A terapia te ajudou muito nesse sentido, vc deveria voltar a fazer. O vazio não vai te deixar em paz, tem dias que vai gritar um pouco menos, um dia um pouco mais, mas tua auto análise funciona muito bem pra tu conseguir colocar as coisas nos eixos. A meditação te ajuda bastante tbm, junto com os tentativas fajutas de fazer yoga/ desenhos/artesanato/ cozinhar/ ser mãe/ dona de casa - aliás, precisamos falar disso: vc não fracassou em nenhuma dessas coisas como diz pra todo mundo, você só precisa do novo mais do que da rotina. Pelo menos tá cuidando da tua vida, não da vida dos outros.

Sei que é difícil pra vc viver sozinha, a solidão e a rotina te destróem, é triste não ter ninguém pra dividir o dia ou mesmo só falar sobre um documentário novo que vai estrear na netflix. Mas já aprendemos - na terapira inclusive - que nascemos só e morreremos só. A galera que vem no meio só ajuda o percurso a ser menos cansativo.

Você nunca teve apoio ou orientação de ninguém, mas isso não te fez uma pessoa mesquinha ou egoísta, pelo contrário: te fez sempre se por no lugar do outro, ajudar, apoiar, entender. Isso não te fez especial, uma guerreira, uma sobrevivente. Isso talvez só te faz ser um pouquinho melhor que algumas pessoas, mas isso também depende do ponto de vista das pessoas em questão.

Enfim, acho que estamos no caminho certo Lú. E se não estivermos a gente joga tudo pro ar e recomeça quantas vezes a gente achar que deve. Foda-se quem diz não nos entender. Quando a gente tava lá no limbo ninguém entendeu também. E ninguém nem fez questão de puxar a cadeira e simplesmente te ouvir desabafar chorando. A gente nem queria compreensão, só queria esvaziar, mas os outros só faziam encher.

Não seja tão cruel ctgo mesma, a vida, as relações e o caminhar tem que ser leves. Ainda tá difícil achar um propósito pra viver e certo que nunca acharemos, assim como a indecisão sobre as coisas da vida e o receio de criar raízes, por isso é melhor se conformar e tentar viver da melhor forma possível. Pensa sempre que o pior já passou, vc já teve no fundo do poço e construiu tua própria escada pra sair de lá. O que vem daqui pra frente é só bônus. É como se a vida fosse nosso emprego, viver é receber o salário, o restante são o vale transporte, vale refeição, plano de saúde e de vez em quando até um auxílio estudo: só benefícios! Hoje eu penso que o grande mistério da vida e a mágica disso tudo é viver "no escuro" sem saber onde ou quando a luz vai ascender. Ou queimar de vez. Nunca saberemos.

O que a gente não pode é desistir de nós. Não desistimos dos outros, não faz sentido algum fazer isso com nós mesmos. Parece papo de hippie/ jovem místico ou coach, mas a vida mudou quando aprendi a ser grata. Você devia tentar. Dizem que só podemos dar aquilo que temos, e você Lú, é pura luz, amor e dedicação. Uma vez uma pessoa muito especial te falou que vc ilumina o ambiente qndo chega. Pq esqueceu disso e guardou as palavras duras? Se esqueceu se recorde. Olhe pra você com os olhos que olhamos para os outros. Vejamos beleza em nós também.

25/11/2021

Lu Ciana
Enviado por Lu Ciana em 25/11/2021
Código do texto: T7393820
Classificação de conteúdo: seguro