Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nossa história... meu conto...

Madrugada, não poderia deixar de escrever...
Madrugada, não poderia deixar de lembrar de você...
Madrugada, não poderia deixar de te dar meu amor...

Sabe, os dias vão passando, aos poucos vou esquecendo tua fisionomia, aos poucos me foge da memória teu sorriso, já não consigo desenhar teu rosto no ar com meu dedo, já não sinto o gosto do teu beijo, mas jamais esquecerei que você sorriu pra mim, que fui tua em um beijo, jamais esquecerei amor meu... te prometo.
Mas que promessa mais sem nexo, afinal, o que te importa o meu amar você? O que te importa o meu sofrer por ti? O que te importa... não amas a mim...
Perguntei-me certa vez, por que amo você à sombra de tua indiferença, desesperada, clamei uma explicação e eis que respondeu meu coração...
Amo você por que amando-te eu te fiz melhor..
Amo você por que comigo tu aprendeste a abraçar para proteger, a sorrir para alegrar, a chorar para se entregar, a viver para se doar...
Amo você por que depois de mim tu te tornaste falante, aprendeste a falar com homens, com rosas... abriu mais o próprio entendimento...
Amo você por que para mim tu foste capaz de mostrar quem é sem medo, sendo o próprio medo a primeira coisa q me mostraste sem receio de ser ou não aceito, afinal, eu amava vc.
Amo você por que sem mim tu jamais teria caminhado tanto, tu jamais teria aprendido tanto, tu jamais teria amado tanto também...
Amo você por que sem ti seria mais triste o meu sorriso, sem ti jamais com o pranto eu teria aprendido, sem ti eu nem seria eu...

Mas não se preocupe amor meu.. chegará aquele q me dirá essas mesmas palavras, e a este eu não amarei nem mais nem menos do q amo a ti, amarei, tão somente, e sendo amor será por si só pleno, e neste dia, o amor estará definitivamente desatando esse nó que une o meu amor à tua indiferença, e sei, que tu, a sós, dará teus primeiros passos cambaleante e inseguro, meio desorientado, meio sem chão, mas acertará o caminhar e em terra firme construirá teu lar, e eu, eu estarei voando nos céus da felicidade pois, tendo nascido para o amor será no amor que encontrarei abrigo, nele farei morada... meu porto definitivo... e voarei e voarei... e tu do chão me avistarás, e docemente fechará o livro de nossa história, escrevendo nele o ponto final, e no livro de sonhos e fantasias, lá ficarei eu.. fada encantada... a ter o que sempre quis... protagonizando eternidade a fora a minha história desde a muito predestinada a ter um final feliz...
Deise Caroline Nunes
Enviado por Deise Caroline Nunes em 26/11/2007
Reeditado em 26/11/2007
Código do texto: T752897
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deise Caroline Nunes
Medianeira - Paraná - Brasil, 31 anos
403 textos (52531 leituras)
1 áudios (146 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 18:25)
Deise Caroline Nunes