Kuekuatsheu.

Hoje escrevo a você porque justamente hoje, por algum motivo, este sofá permanece ainda mais gelado sem você aqui. O porque me recordei de você? Nem ao menos eu sei dizer, mas a sensação o trouxe de volta em minha memória, que infelizmente levou teu cheiro junto, mas não a lembrança da sensação do calor de seus braços, o roçar da sua barba em meu pescoço e o quão pequena eu ficava em seus braços sempre que me acolhia. O sono que não vinha, porque nossos assuntos por mais aleatórios que fossem, nunca acabavam, mas a melhor sensação é lembrar que eu sempre te olhava de baixo, tão quão apaixonada quanto um dia eu pude ser, e tão quão eu era retribuída, o que me fazia rir, fazia com que nos beijássemos e assim ficamos durante todas aquelas noites frias.

Querido, esteja onde estiver, com o amor que estiver, hoje você esteve comigo por alguns segundos, deixo que se gabe que esteve comigo por alguns minutos e agradeço por me trazer de volta a essa sensação, a esse sentimento e doce lembrança do que fomos um dia, do que fomos capazes de criar nesta pequena cabana. Aqui estou, sem chorar, apenas a sorrir com sua lembrança e carregar ainda comigo o seu belo sorriso.

Graziella Leite
Enviado por Graziella Leite em 15/05/2024
Código do texto: T8063895
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2024. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.