Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ciranda / DEVASSA

DEVASSA

minha alma,
minha agonia:
— desnuda em mim Poesia!

Fernando Tanajura


desnuda-se
acalma-se
em qualquer lugar...

Regina Lyra


não há o que se faça,
quando a poesia
é nossa devassa...

Lilipoeta


Devassa poesia
A que passa
E nos traspassa de agonia

Kathleen ML


Extravase a agonia
Tornando devassas
As rimas da poesia

Baby


Vida que flue nas veias,
amor torrente de paixão,
devassa a razão...

ÐäMå Ðë ÑëG®ö

 

Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 02/03/2006
Reeditado em 24/03/2009
Código do texto: T117574
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1631 textos (163510 leituras)
1 e-livros (179 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/04/21 17:37)
Fernando Tanajura