Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Embalo Sonolento



      O trem apitou
      O vento gemeu
      A árvore balançou
      A cidade adormeceu.

      Nesse embalo sonolento
      Todos sonham que um dia
      O despertar será diferente
      Sem a mordaça que angustia.

      O medo terá ido embora
      O aprisionamento virará alforria
      O vírus que adoece e mata
      Perderá essa "guerra fria".

      Oxalá, o homem aprenda
      Que com a vida não se brinca
      E humildemente reconheça
      O quanto a existência é rica.

Exalações
Enviado por Exalações em 12/09/2020
Código do texto: T7061296
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Exalações
Corumbá - Mato Grosso do Sul - Brasil, 59 anos
5 textos (71 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 21:18)
Exalações