Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR ADOLESCENTE

Desesperado, correu até o garagista para saber se tinham algum sistema de segurança no supermercado. Ele disse q sim, e assustou-se também com a cena. Foram até a sala de circuito interno de TV, e viram um rapaz, com boné, e moleton abrir tranquilamente o carro de Fernando, sem tocar alarme, sem problema nenhum, fez o quadro tenebroso que só ele Fernando e o pessoal da segurança viram. Fernando fez um boletim de ocorrência. E, avisou a Maria, agora tinha que contar para sua família e não sair de casa, nem do lado do Marley. Iam mandar segurança para ficar na sua casa sem mostrar para vizinhança que a casa estava sendo vigiada.
Estavam todos assustados.
Falou com Roberto que garantiu que Maíra já tinha embarcado há um dia para o exterior. Ele tinha dúvidas disso.
Já eram 4 horas da madrugada quando um carro velho, bem usado, parou na esquina. Saiu um rapaz de boné e moleton que foi na direção da casa de Maria, entrou pelo portão, onde o enorme cachorro não apareceu, subiu até a janela de Maria, entrou ela estava dormindo. Ele pegou uma almofada e começou a afogá-la...quando a luz se acendeu...e Fernando olhou nos olhos de... Roberto...seu melhor amigo...
-Ela não está aí, e você foi filmado pela câmera ali de cima apontou pro teto. – Falou querendo afogar Roberto, mas foi segurado pelos policiais que algemavam Roberto enquanto os dois gritavam...
-Ela acabou com minha vida!!! – Gritou Roberto
-Maíra está com você? – rosnava Fernando.
-Não, Maíra já arranjou um novo brinquedo...-falou com ironia – e não me quis, mas vai pagar caro por isso também...- Você sempre você Fernando! O melhor! As melhores oportunidades! As mulheres mais bonitas! Maíra! Eu era louco por ela! E, vc? Você queria outra! Desfez dela e ela me esnobou dizendo que eu não era ninguém para ela...sim, vou me vingar de vocês..de vcs dois...ela já deve estar morta! Maria está morta!!! Vou contar para a Maíra e ela vai me amar! E riu desequilibradamente...Fui eu que a joguei da escada, também entrei pela janela, para afogá-la ela levantou-se e não me viu, e quando voltei quase me rasguei inteiro na roseira, aquele cachorro...
Fernando começou a chorar.
 – Ela está viva, em outro quarto, aqui era só um boneco...Mas, de pensar o mal que vc fez a ela...O que teria acontecido se ela não tivesse olhado a janela e eu entregado o Marley...
Sentou na cama e começou a soluçar, seu melhor amigo...louco...

Mariani Batista
Enviado por Mariani Batista em 21/12/2011
Código do texto: T3400765

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Mariani Batista
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 50 anos
433 textos (39566 leituras)
5 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/05/21 19:53)
Mariani Batista