Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Separação

Mudei o número do celular, mudei também de apartamento, não queria que você tivesse algum meio de entrar em contato comigo, você traiu minha confiança, você não merece me ter do seu lado, você estava carente? Eu não fui o suficiente? Eu não sei, mas também não quero ouvir sua voz mais, então é melhor que eu não saiba mesmo já que não quero que tenhamos mais contato.

Fiz novos amigos, conheci alguns caras, fui ao shopping que você costumava me levar, entrei na sua loja de cuecas favorita e me comprava novas cuecas. Lembra? Eu não comprei nenhuma, não senti a mesma vontade de antes, mas fui na minha loja favorita e comprei aquela jaqueta que você havia me prometido para a próxima semana, que não existiu para nós. Conversei com aquela vendedora que você dizia que parecia o Michael Jackson (risos), lembra-se dela? Ela disse que eu parecia triste e disse que algumas compras me ajudariam, eu sorri e logo resolvi comprar novas camisas e quando vi tinha comprado tudo o que você gostava que eu vestisse, devolvi tudo, não consegui levar nada. Sai do shopping e tinha uma loja aberta na esquina. Nunca havia reparado naquela loja, na verdade acho que eu não reparava em nada quando estava com você, só conseguia notar seu sorriso e seu jeito bobo e desajeitado de ser. Então, depois que entrei na loja me senti tão desconcertado que acabei conversando com todos os vendedores, você sabe né? Eu sempre gostei de me aventurar e sentir o perigo de perto. Tinha um cara lá, bonito, forte e com barba enorme, ele deu em cima de mim, tentou me cantar mas eu não me encanto com palavras e sim com atitudes, decidi sorrir pra ele e dizer que estava comprometido e eu realmente estou, com a solidão, ela é uma boa companhia, você deveria conhece-la. Mas voltando ao assunto "loja" eu comprei algumas roupas lá, na verdade comprei várias, inclusive algumas cuecas novas, só que diferentes da que você comprava pra mim. Sai da loja e fui direto pro apartamento, quando cheguei percebi que havia comprado todos os tipos de roupas que eu nunca havia usado. Parecia que eu havia adotado um novo alter ego, uma nova personalidade. Não parecia eu. Mas eu olhei todas as roupas e não pensei em devolver, as vesti no dia seguinte. Fui na festa de nossa antiga vizinha de apartamento. Fui com meu novo estilo, meus vizinhos não me reconheceram, na verdade nem eu me reconheci, mas hoje eu estive pensando bem, e eu só me vesti daquele jeito pois eu não me reconheço mais por dentro e queria que vissem como me sinto mas o máximo que consegui foi elogios dizendo que estou muito diferente e mais maduro com esse estilo. Depois desses comentários continuei com aquele estilo "mais maduro" (risos), mas só continuei até hoje, ninguém percebeu que minha áurea está queimando enquanto eu disfarço com vestes comuns, então desisti disso de "parecer mais maduro" e voltar a ser eu, mesmo que me achem infantil eu vou continuar sendo eu, pois eu sei que dentro de mim em algum lugar ainda há aquele garoto que você conheceu à alguns anos atrás. Aquele garoto sorridente, alegre, alto astral, empático, solidário, simpático e amorosamente carinhoso ainda existe em mim e ele está voltando, e a melhor notícia é que eu estou fazendo ele voltar sem precisar de você. Você foi bom pra mim, tapou o vazio que havia em minha alma e me fez sentir andando no ar, mas depois me fez sentir arder em chamas como se você fosse o vulcão e eu o granito resistente que são formados após você passar com todas as chamas ardentes por cima de mim, então eu fico ali, jogado e frio novamente esperando que alguém me quebre em pedaços e me leve para ser mais um móvel aparentemente bonito. Mas agora eu estou sendo bom pra mim ou pelo menos tentando já que nesses longos 5 meses passei por tantas mudanças que está difícil que fui eu quem passei por todo esse processo e ainda estou vivo. Foi como se estivesse morrido e renascido em outro lugar só que com as mesmas pessoas e mesmos olhares. O seu não vejo mais e acredite, eu ainda sinto sua falta e principalmente do seu olhar. Mas você não é exatamente o que eu preciso. Eu preciso de amparo, amor, proteção e fidelidade. Não como um cão fiel ao seu dono, mas sim como um amor que só quer apenas um amor e nada mais do que amor, companhia e alguém para te ouvir quando você se sente sozinho, mas não, você queria curtir e preferiu se aventurar em uma noite do que manter o que mantínhamos à 2 anos. Eu não te culpo, mas não posso perdoa-lo, você fez o que quis e hoje só desejo que seja feliz assim como fiz...

Deixo meu adeus e meus pêsames, pois pra mim você morreu e é só um fantasma agora, te vejo do outro lado!

 

 – JOSÉ WAGNER DO NASCIMENTO NETO
José Wagner do Nascimento Neto
Enviado por Iagner em 07/12/2017
Código do texto: T6192936
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iagner
Ituiutaba - Minas Gerais - Brasil, 22 anos
10 textos (201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 08:24)