Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Flor de Oriente VI

Parte - VI
“Sou um doce apimentado, de sabor exótico e indecifrável, logo não deduza minhas ações e pensamentos porque com certeza errará…”

Sabina é a essência da frase de Mônicka Christi!

        Em virtude da dificuldade que Flávio tem em lidar com Sabina, resolve recorrer aos conselhos de uma amiga. Laise, evangélica, brasileira, mesma idade que Sabina, um doce de pessoa, bancava um Mestrado em Direitos Humanos do Mundo Árabe, por coincidência também parceira de profissão de Sabina. Pede, então, para conversarem, já que tinham uma preocupação pela vida um do outro fora do Brasil. Foi a partir dessa conversa e muita oração que Flávio consegue entender seus sentimentos pela Flor mais linda de um oásis maravilhoso. Desse modo, toma a postura de um homem seguro e passa a agir independente das necessidades do coração não correspondido, transformou o tempo que passa a correr de forma regressiva, nos dias mais preciosos enquanto estiver ao lado de Sabina.

        Flávio, revela suas ambições por Sabina com a amiga Laise, por conseguinte, ouve também da amiga um desfecho triste de um amor não correspondido por um estrangeiro, uma história de dor que toca profundamente por traição e decepção sofrida pela amiga. Com isso, Laise, revela-se reclusa a qualquer relacionamento, passa a dedicar-se à vocação altruísta aos refugiados do Oriente Médio e à devoção, sobretudo, à Deus e à pregação religiosa. Portanto, com a proximidade do aniversário do Flávio combinam a confraternização e apresentação da amiga à sua amada Sabina. Ao longo de dois meses de altos e baixos com Sabina, vale ressaltar que o casal nunca havia deixado de passar os finais de semana sem se verem, ou por mais estranho que pareça, Sabina mostrava-se comprometida com os encontros já rotineiros, o que fortalecia a fé e confiança no relacionamento que estava prestes a concretizar.

        Certo dia, Sabina que estava às voltas com os estudos precisava ir à França para tratar dos papéis numa faculdade em Paris, logo, faz o convite para que Flávio a acompanhe e passem o fim de semana na Cidade das Luzes, do amor e, com certeza, da concretização do mais esperado triunfo da paixão. Sabina revela ainda que sua irmã que reside em Dubai está por chegar em Beirute e deseja apresentá-la ao Flávio. Saltam aos olhos toda essa revelação e intenção de Sabina, era, de fato, a felicidade plena que Flávio sentia ao ler tudo aquilo. A partir desse dia depositou toda confiança no relacionamento pela sua Flor do Oriente, portanto, fez da sua fé o cultivo das obras para construírem um caminho para os votos de compromisso sério com sua amada.

        Quando ao encontro nos fins-de-semana com Sabina, ela o apresenta a uma amiga, simpática e entusiasta pelo Brasil, dessa maneira, faz transcorrer uma conversa saudável, que termina quando Sabina observa Flávio mostrando à amiga que possui uma foto do casal na tela bloqueada do celular. Sabina pede para que Flávio tire a foto imediatamente, o clima fica péssimo, Flávio não sabe, realmente, se ela não gostou daquela foto, não gostou da intimidade revelada, ou ainda da falta de liberdade para com sua amiga. Por fim, decidem partir e pergunta se Flávio não quer ficar com alguns dos recém conhecidos colegas na balada em que estavam, ele decide ir com ela e não retrucou sua atitude.

        A premissa básica de um relacionamento é a cumplicidade, mas afinal, não existia nada, não eram namorados, não eram amigos, sequer íntimos. O que faltava para esquecer um romance com Sabina era um basta partindo dela, porque Flávio estava apaixonado cegamente. Sabina era muito segura de si mesma, apesar de revelar, algumas vezes, fraquezas indefinidas, no entanto, sempre estava com os pés no chão. Ainda que tivessem um romance ela iria domá-lo com rédea curta, Flávio não tinha noção alguma de como tocá-la, acariciá-la, dar prazer a uma menina indecifrável.

Flavio Gomes
Enviado por Flavio Gomes em 16/01/2019
Reeditado em 16/01/2019
Código do texto: T6552550
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Flavio Gomes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
32 textos (41388 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/02/19 03:46)
Flavio Gomes