Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O luto do Amor....

Vai passar eles sabem que vai passar e as tristezas e os desencantos irão
embora como uma poeira que se escondem atrás das velhas cortinas.
Outra vez as janelas se abrirão e as máscaras serão jogadas. A vida vai seguir novos caminhos o difícil será ter que despir todo o luto do amor.
Antes no sábado eles saiam para encontrar os amigos e todos juntos alegres conversavam, dançavam no queijo e vinho todos eram felizes.
Faziam a festa da vida eram seis casais amigos de anos. Laura e seu marido Augusto eram dados como o casal perfeito tinham até o apelido
dado pelos amigos de Os Bem casados; Ele um advogado com alma de poeta. Ela uma professora de artes que optaram para não terem filhos.
Se conheceram na juventude e Augusto foi o primeiro namorado de bela Laura filha única de uma família alegre e bem sucedidos .Foi para o jovem Augusto aquela paixão de primeira juventude ele achava tudo nela tão bonito que até os balanços das pregas da sua saia escolar era para o poeta um ballé de contemplação. A cidade toda acompanhou o namoro
e o casamento foi a festa do ano. Seriam felizes para sempre.
Ledo engano a vida de cada um trousse surpresas ele viajando muito até
para o exterior ou velejando no seu veleiro com os amigos e Laura que tinha horror de água não participava das regatas de nada do mar .
Ao contrário se dedicou de vez as suas artes como a pintura o teatro da Faculdade as apresentações de pianos. Só eram felizes na noite de sábado se encontrando com os amigos. Porém veio o Vírus e o mundo
todo parou. O medo dentro da solidão da vida se escondeu nas faces das máscaras os abraços apenas se encostam cada ser humano virou Um não existe o Mais. Acabou a liberdade . Ninguém mais teve o sorriso que ficou junto com a alegria escondido nas máscaras muitos sonhos se
desnaturalizaram todos se distanciaram só o grande silêncio fala com todos. As palavras estão doentes o coração de cada um bate em compassos diferentes. Ele ainda faz poesias que ela nem lê. Ela ainda toca ao piano a música tema do amor dos dois.
Hoje para eles é Sábado sem os amigos. A porta trancada nem percebem que a lua é uma Cheia nem olharam as estrelas do céu. os quadros mudos espiam a presença dos dois que parecem ainda pelo menos terem Vida.
Ele lendo um jornal Ela sentada no banco do piano com o dedo da aliança, apertando uma notado piano talvez para que o som espante o
silêncio do luto da alma dos dois.
Quanto ao grande amor há muito que eles estão de luto deste Amor.
Para mim chamou atenção a gravata que ele usa e o vestido de cor alegre que ela está usando. São elegantes...... continuam..
Fim........
Conto inspirado no quadro Roon in New York do pintor Edward Hopper...

April......

 
April
Enviado por April em 13/01/2021
Código do texto: T7159095
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
April
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 71 anos
2831 textos (36742 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/01/21 10:29)
April