Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA DO NATAL
Nadir A. D'Onofrio

Hoje pretendia fazer um poema exaltando o Natal!
Festa, contagiante, só que voltando no tempo
entristeço com os acontecimentos que como, ferro em brasa
marcaram minha vida. Serei egoísta por assim pensar?
Quantas crianças vivem ou viveram como eu?
Eu, ainda conheci meus pais tive, a felicidade de conviver com eles.  Em um lar pobre, porém limpo, aconchegante e, quantas
crianças vivem ao abandono... sem saberem o que é carinho, afeto. Dormem embaixo de pontes, bancos de jardins.
Falar em ceia, natalina, enquanto muitos nada têm para se alimentarem, nem, um pedaço de pão!
Ah! Mestre!
Tu que conheces tão bem o ser humano e sofrestes, toda espécie de dor, humilhação... Dai-me Senhor entendimento...
Para aceitar o que não posso modificar, somente, tento amenizar.

20/12/2005
Santos/ SP
Respeite Direitos Autorais.

 
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 20/12/2005
Reeditado em 05/08/2020
Código do texto: T88772
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Serra Negra - São Paulo - Brasil
948 textos (103006 leituras)
147 áudios (14185 audições)
12 e-livros (3125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 22:47)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor