Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 

Jogo da Velha

tudo lhe incomodava
já não suportava
nem a própria sombra

Rosa Pena

 
Ela sabia que ele não mais a amava. Sabia mais! Ele nunca a tinha amado. Casaram-se por comodidade e estavam juntos há quarenta e  tantos pela mesma. Mas essa agora chama-la de cara, pô!
– E ai cara, vai colocar o jantar agora? 
Reclamou. Disse que assim também já era falta de respeito. Ele perguntou com um riso sarcástico: 
- Quer que a chame de meu amor? 
No enterro dele o espanto era geral. Envenenamento?! Comia muito e mal na rua.
Não fizeram bodas de ouro. Coitados.
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 22/05/2005
Reeditado em 23/02/2019
Código do texto: T18897
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
985 textos (1583539 leituras)
48 áudios (24850 audições)
33 e-livros (31245 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/19 17:37)
Rosa Pena

Site do Escritor