Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PASSARINHO COMENDO PÃO.

                                      PASSARINHO COMENDO PÃO.

PUS UMA BANDA DE PÃO NA GRAMA
EM FRENTE A GUARITA,
UMA PASSARINHO VEIO REMANCHEANDO,
ELE OLHAVA; PARA CIMA E PARA BAIXO,
E TAMBÉM PARA OS LADOS.
DE REPENTE,ELE PAROU
EM FRENTE A UMA RODA DE FERRO
QUE HAVIA SIDO DE UM CARRINHO
DE MADEIRA DE GARI.
ESSE PASSARINHO,
AS VEZES ELE PULAVA
EM PEQUENOS SALTOS
E TIVE A IMPRESSÃO
QUE ELE QUERIA SE COMUNICAR COMIGO
DE QUALQUER FORMA.
EU ACHAVA MESMO QUE ELE ESTAVA
ERA COM FOME
PORQUE,A CADA MOMENTO
ELE CHEGAVA MAIS PRÓXIMO DO PÃO.
EU ESTAVA SENTADO NUM BANCO DE PRAÇA
SÓ OBSERVANDO A NATUREZA E A CENA
QUE SE TRANSCORRIA,
NESSA BELEZA QUE A VIDA NOS CONCEDE.
A HISTÓRIA ERA MUITO BOA,
EU O EXPECTADOR,
NÃO MEXIA UM DEDO,
POIS O PASSARINHO TAMBÉM ERA MUITO ARISCO
E QUALQUER COISA O ESPANTAVA.
EM FIM,ELE CHEGOU AO PÃO,
E MUITAS BICADAS ELE DAVA,
PARECIA A ULTIMA REFEIÇÃO.
DEPOIS DE APROXIMADAMENTE
UNS DEZ MINUTOS,
TODOS OS NOSSOS REFLEXOS
ERAM DE PURA PERFEIÇÃO.
ELE COMIA E EU APRECIAVA,
TENTANDO SENTIR NOSSAS
PRÓPRIAS NATUREZAS.
EU PERMANECI CONTEMPLANDO
ATE ELE VOAR PRAZEIROSAMENTE,
PARA O SEU NINHO,
PROVAVELMENTE PARA DESCANSAR.
QUANDO MINHA LIRA
DEU CONTA DA REALIDADE,
ENTREI NA GUARITA DE VIGILÂNCIA
E MEU RELATÓRIO DE TRABALHO
FUI COMPLEMENTAR.



                                       FATO REAL.

                          UM ABRAÇO DO CONDOR AZUL.

Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 02/04/2015
Código do texto: T5192517
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 57 anos
837 textos (29995 leituras)
1 áudios (185 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 02:18)
Condor Azul