Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 
 
-PROJETO-
 
Contos do Inverno Nuclear
 
 
 
 
 


     “Se bombas nucleares forem adicionadas como novas armas aos arsenais de um mundo em guerra, ou aos arsenais de nações preparando-se para a guerra, então chegará o dia em que o mundo amaldiçoará os nomes de Los Alamos e Hiroshima. Os povos deste mundo têm de se unir ou perecerão.”
 
 
- Julius Robert Oppenheimer
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Você já imaginou...
 


“Um romance nas ruínas de Moscou?“

“A luta pela sobrevivência sob o inverno.“ nuclear no nordeste do Brasil?”

“Um suspense de gato e rato nos trilhos destruídos no metro de São Paulo?“

“Uma história de terror num centro de comando abandonado na China?“
 
 
 
 
 
Proposta:
Desenvolver uma série de contos baseados num mundo pós-guerra nuclear.
 
Temas:
Livre.
 
Informações úteis:
     Essas informações podem ser usadas ou não por vocês na produção dos contos. Elas não são de inclusão obrigatória, mas devem ser respeitadas como parte canônica e indivisível do universo em questão.
A história da história.

 
A história da história.
A Guerra nuclear total (2054-????)
 
     A guerra oficialmente não tem nome, então fiquem à vontade para criar um ou mais nomes para chamá-la.
     A destruição global foi feita por uma grande guerra nuclear, química e biológica. Essa guerra brutal destruiu quase tudo o que há no planeta, mas contrariando todas as terríveis expectativas, esparsos sobreviventes restaram. A maior parte do mundo foi pro saco, mas fiquem a vontade para desenvolver alguma idéia de zona segura/descontaminada ou lendas contadas por sobreviventes sobre um lugar assim.
     Não se tem muitas informações sobre a época exata do inicio do conflito, como os países que participaram ou o motivo dela, mas indicações falam que ela estourou em torno do ano de 2054. As histórias de vocês deverão (se desejarem falar o ano que o conto se passa) indicar datas a partir desse ano, assim como histórias que se passem nos anos, décadas e séculos à frente, desde que o ambiente ainda seja inóspito e destruído. (Se quiserem fazer algum conto de história alternativa a data de inicio do conflito pode ser mudada)
     
 
Cidades, vilas, casas, bunkers, buracos...
O Ambiente
 
     O ambiente que acontecem as histórias é bem destruído, com cidades abandonadas e campos mortos quase nenhum movimento. Mesmo assim vocês podem explorar a construção de pequenas comunidades ou vilas, lugares onde é possível ver alguns rostos humanos (ou não). Prédios abandonados, metrôs, fábricas, bunkers, quartéis miltares e velhos centros de comando também são bem vindos aqui. Até mesmos buracos no chão podem servir de abrigo! Não se esqueçam que inicialmente o mundo agora é lugar bastante frio e escuro (como todo clássico inverno nuclear deve ser!). 

 
Nossos sobreviventes favoritos.
Os Personagens
 
     Seus personagens podem pertencer a lugares como comunidades ou ser uma espécie de lobo solitário, caçando, perdido, viajando, sendo perseguido ou procurando algo. Eles podem ser soldados, caçadores, coletores, vendedores, ladrões, assassinos, empresários... ou apenas sobreviventes clássicos. Usem sua criatividade e criem novas opções!

 
Perigos Perigosos do novo mundo.
As adversidades
 
     Nesse novo mundo devastado o que não faltam e maneiras de morrer rápido. Precipitações radioativas, alimento contaminado, água não-potável, tempestades de proporções bíblicas, grupos de sobreviventes hostis, bandos de canibais, doenças e mutações graças à radiação, além de mutantes (humanos e animais) que não simpatizam muito com sobreviventes! Se quiserem incluir algum elemento extra (até mesmo algo estranho ou sobrenatural) fiquem à vontade.   

 
Armas, máscaras de gás, e bugigangas pessoais.
Os equipamentos
 
     Como o mundo atual já não está bem das pernas, vocês (no caso seus personagens) provavelmente precisarão de equipamentos básicos, como respiradores ou máscaras de gás, roupas quentes, e uma boa mochila. A maior parte da tecnologia foi perdida, mas não quer dizer que o que restou não possa ser resgato, consertado, comprado ou roubado. Por último e não menos importante, não se esqueçam dos perigos escondidos em cada esquina escura e lembrem-se que uma arma carregada sob a roupa também é muito bem vinda.
 
 







 
Notas finais
     Antes que fiquem assustados com tanta informação, eu aviso de cara que os textos não precisam ter muita parte técnica a respeito de nada, pois o que desejo ver aqui são boas e criativas histórias. Espero também que esse pequeno projeto nos una e nos ensine a trabalhar em conjunto, ajudando uns aos outros enquanto nos desenvolve individualmente no processo. Sei que cada um de vocês tem uma agenda própria, e por isso não tenham pressa de iniciá-lo. Espero que se juntem a mim nessa pequena (e meio louca) empreitada. 
 
 
- Obrigado pelo tempo
de leitura
e
Fiquem de boa.
 


- Jeff A. Silva.
Um dos gerentes da Taverna do escritor.








Ps: Qualquer duvida é só mandar um email pra nós!
Taverna do Escritor
Enviado por Taverna do Escritor em 12/02/2019
Reeditado em 13/02/2019
Código do texto: T6573311
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Taverna do Escritor
Tatuí - São Paulo - Brasil
7 textos (391 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/03/19 06:49)
Taverna do Escritor