Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lembrança de um irmão pequeno

Em pequenos, meu irmãozinho e eu brincávamos de pega-pega. Ele sempre era a minha caça. Certo dia, voamos pela porta da área de serviços e, cegos pela claridade do sol que se inclinava no horizonte, nos dispersamos por entre o labirinto de lençóis estendidos nos varais.

- Cadê tu!, gritei, feroz e risonha, por trás de uma toalha amarelecida. À minha esquerda, mais para frente, ouvi uma risadinha. Saí correndo, golpeando lençóis brancos, rosas e vermelhos. Então, por trás de um lençol azul listrado de branco, firmei-me quieta, respirando contida: via a sombra do menino que se projetava nos paredões de pano. Apertando o tórax, tentei domar meu coração que socava o peito. Por debaixo das toalhas, flagrei os pés cautelosos dele que, devagarinho, avançavam pelos corredores.

Calmamente, abri passagem pelas toalhas enormes dos meus pais, embriagando-me com a fragrância gelada de sabão de côco. Ao empurrar um lençol rosa-entardecer para passar, minha visão se encheu com a imagem de um par de olhos verdíssimos – havia esbarrado no menino. Gritou, pulou e correu. Segurei-o pela mãozinha e nos enroscamos num cobertor peludo, marron-jabuticaba, que a diarista havia posto no sol desde o dia anterior. Quando meu irmão e eu esgotamos a brincadeira, contendo o cansaço sobre o cobertor, ele falou:

- Parece o cheiro da vovó.
Vanessa Bencz
Enviado por Vanessa Bencz em 04/03/2007
Código do texto: T401426

Comentários

Sobre a autora
Vanessa Bencz
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 36 anos
35 textos (2380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 05:20)
Vanessa Bencz