Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quase uma história de amor.

Ela solitária. Ele também só.
Ambos encantadores, alegres, envolventes, simpáticos.

Conheceram-se. Encantaram-se. Envolveram-se afetivamente.

Desfrutaram de um período agradável, de enlevo, onde tudo parecia sorrir. Traçaram planos, inseriram-se em seus respectivos mundos, criando uma ponte entre eles.

O cotidiano, porém, invisivelmente, corroia as estruturas desse relacionamento. Aos poucos, o encanto foi se fragilizando, até fragmentar-se por inteiro.

De repente, olharam-se com a visão do real, do concreto, do agora - e não mais se reconheceram.

Desvanecidas as núvens coloridas, que envolviam seus sentimentos restou o que? A rotineira vida insípida, incolor, inodora. Acordaram do sonho. "Cairam na real".

Tentativas vãs de recuperar o sentimento perdido.
Análises, buscando as causas, o ponto crítico que levou-os ao arrefecimento da paixão. Continuavam eles mesmos - mas já não eram os mesmos...

Sem achar explicação, mudos, frustrados... separaram-se, silenciosamente. Cada um retornou à sua vida solitária.
Cada um, desejando resgatar o sonho perdido, mas sem encontrar a saída, no labirinto da vida.

Nas mentes e nos corações, apenas a  lembrança de momentos tão especiais, seguidos da decepção e da sensaçao de vazio, de culpa por não ter percebido o momento ótimo para desviar-se da ruína. Frustração por deixar algo inacabado, inexplicado, incompleto...

Ambos hoje perambulam pela vida - não mais encantadores, não mais simpáticos, não mais felizes. Deixaram que a amargura penetrasse seus corações. Perderam a coragem de tentar novamente.

Ontem - quase uma história de amor. Hoje - duas chamas se apagando...

Acomodados? Confusos?  Respeitadores? Desmotivados?
Ou simplesmente... covardes?

 
Serelepe
Enviado por Serelepe em 08/03/2007
Código do texto: T405768


Comentários

Sobre a autora
Serelepe
Curitiba - Paraná - Brasil
552 textos (41026 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 12:33)
Serelepe