Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra Perdida

Como as coisas mechem tanto assim conosco?
Eu não me vejo do jeito que acredito que os outros me vejam, não que realmente isso tenha um peso importante em minha vida, salvo momentos em que, ao menor indicio de ser posto sobre prova a respeito disso, olha lá o grande espelho da verdade.
Como se quisesse me provar algo tipo, se aceita logo pow, que demora é essa para ver quem realmente é, fácil dizer, quero ver a prova de lidar com isso. Não acredito que seja por não me aceitar, e sim de como sou aceito, não por todos, mas por aqueles que de alguma forma tem uma representatividade maior pra mim, entende?
Alguns diriam, que o fato de quem você é independe do meio, ou até mesmo que as opiniões alheias não importam muito pra sua sobrevivência.
A primeira hipótese realmente é uma droga, para mim essa pelo menos não existe. Com relação à segunda, para sobreviver realmente não é necessário ter somente opiniões positivas sobre o que es ou deixa de ser.
Na verdade nem sei o que estou escrevendo, talvez seja somente aquele tipo de desabafo que ninguém ouve, lê, sabe, tipo segredo de mim para mim mesmo, mas acredito que externando minhas preocupações a mim mesmo estas percam sua força e sumam de uma vez por todas.
Bem, o caso é o seguinte, sabe quando você espera uma aprovação por parte de outra pessoa, mais tem 90% de certeza que essa não virá. Pois é, estou nesse entremeio, não se trata de uma simples aprovação, nem sei se é esse o nome, ou o sentimento ou que quer que seja, na verdade não estou conseguindo saber de nada, muita bagunça.
De certeza concreta somente quem sou, eu mesmo sabe? Aquilo que ninguém sabe, conhece ou ouviu falar, e que alguns até ousam arriscar um palpite, às vezes até certeiro mas nem sempre.
Maioria das vezes sou somente o que querem ou esperam de mim, sigo essas regras e tudo para os outros acaba bem. O bom amigo, o bom ouvinte, o cara das saídas certas, uma opinião legal e blá blá blá.....Nem sempre, sei disso porque faço testes comigo mesmo, falo coisas insanas, só pra ver se são acatadas, e não é que a porra funciona, sei não viu, ô bicho doido é homem.
Quando quer, quando sente, quando pede, quando espera, quando é pra ser sua essência, renega todos os seus princípios.
Por isso criam essas capas protetoras com bat cintos, criam pseudo-s poderes, inverdades, monte de besteira e lixo interior que só serve pra interromper um seguimento natural das coisas.
Que se dane a opinião de terceiros, e que se vierem, que venham e sumam como impropriamente chegaram, diriam os anarquistas. Nem sou, mas é até interessante, acredito que esteja mais próximo dos românticos, “nada que seja ruim tem força maior que o amor”, ou mais ou menos isso!
Não sei mais o que escrever, sabe metralhadora de idéias? Pois é, vou parar antes que role uma palavra perdida!
Tino Neto
Enviado por Tino Neto em 23/08/2007
Código do texto: T620040

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tino Neto
Feira de Santana - Bahia - Brasil, 41 anos
39 textos (2722 leituras)
1 áudios (171 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 14:26)
Tino Neto