Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HISTÓRIA CONTADA POETICAMENTE

Trancafiados no sítio e, sitiados, literalmente, minha esposa e eu mal saíamos de casa para suprir nossas necessidades básicas: medicamentos, gasolina e alguns mantimentos que não produzimos por aqui. Somos privilegiados por não precisarmos estar expostos a esse vírus mortal, como tantos de nossos amigos.
E desde que esse estado emergencial se iniciou, ela, que é professora, tem trabalhado em casa, o que nos aproximou ainda mais e reacendeu a chama do amor que, muitas vezes, era ofuscada por nossas rotinas quase incompatíveis.
O isolamento social nos permitiu fugir do distanciamento em que nos encontrávamos um do outro e que, talvez, custasse nosso casamento, se não nos mantivesse presos sob o mesmo teto, dando-nos a possibilidade de nos redescobrirmos e de nos reconhecermos em nossos sonhos do passado, os quais foram se perdendo no caminho, entremeio às preocupações cotidianas.
E, hoje, justo hoje, em meio à pandemia, a manhã despertou-nos, com trovoadas retumbando, e um assobio da ventania, que batia os galhos do velho pinheiro na vidraça da janela. E o plic-plic dos pingos de chuva no telhado tamborilavam uma melodia que prometia novas venturas de um dia chuvoso... Ah, como está sendo bom não ter que cumprir horário e ter um tempo a mais para nós dois! Nossos olhares se encontravam, cúmplices novamente, do desejo que nos levou ao altar.
Arisquei um aconchegante carinho ainda na cama, um sussurro em seu ouvido... logo veio o encontro de nossas bocas sedentas, um abraço enroscado, nossas pernas entrelaçadas e uma dança cadenciada sob os lençóis. Os corpos envoltos na volúpia e no calor que o inverno lhes negava, mas a licença da natureza nos era dada para, poeticamente, escrevemos uma história que poderia ter se perdido na tempestade que desabou lá fora, ou mesmo na aflição de termos um inimigo tão cruel nos rondando.


Cleusa Piovesan
Direitos autorais Lei n.º 9.610/98.
Cleusa Piovesan
Enviado por Cleusa Piovesan em 10/07/2020
Código do texto: T7001528
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Cleusa Piovesan
Capanema - Paraná - Brasil, 53 anos
85 textos (453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/08/20 18:39)
Cleusa Piovesan