Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Profissões

Em uma sala de aula, Vanice pergunta à professora:
- Professora qual é a profissão mais importante?
- Minha querida, todas as profissões são muito importantes, cada uma, tem a sua particularidade, a sua importância na sociedade em que vivemos. É muito difícil dizer-te qual é a mais importante das profissões, pois, todas são muito importantes, desde a profissão de médico até a profissão de lixeiro.
- Eu não acho professora! – diz Eduardo.
- Por quê? Por que você não acha que todas as profissões são importantes Edu?
- Por que algumas são mais importantes do que as outras, um médico, como o meu pai, é muito mais importante que um lixeiro. Aliás, professora, quando crescer, quero ser um médico, igual ao meu pai.
- E por que você acha que um médico é mais importante do que um lixeiro? – pergunta a professora.
- Por que os médicos salvam vidas professora, e não tem profissão mais bonita, do que ter uma profissão, que salva a vida de outras pessoas, não é verdade?
- Você pode ter razão, Edu, no entanto, se não houvesse os lixeiros, certamente, as ruas estariam todas sujas, com o conseqüente aumento de doenças, não é verdade, o que dificultaria o trabalho médico, o que iguala as duas profissões em importância. O que acontece é que na nossa sociedade, um lixeiro não tem a mesma importância “financeira” que um médico, o que, não torna uma profissão que ganha mais, mais importante que a outra.
- É!
- Eu quero ser bombeiro, professora – diz Alfredo.
- Muito bem, Alfredo, e por que você deseja ser bombeiro?
- Porque minha mãe diz que é uma das profissões mais belas que existe.
- Com certeza, é uma profissão muito bela, e também muito importante para a nossa sociedade.
- Eu quero ser dentista! – diz outro aluno – Dentista ganha muito bem né, professora.
- Sim, um bom dentista ganha muito bem.
- Eu quero ser modelo – diz Helena, a menina mais bonita da classe – Quero viajar muito e conhecer diversos países, e, é claro, ganhar muito dinheiro.
- Eu também quero ser modelo professora. – diz Leandro.
- E por que você que ser modelo?
- Para namorar muito.
- Eu quero ser apresentador de TV.
- Eu, diretor de empresa.
- Eu quero ser professora, que nem a senhora.
- Eu também!
- Eu também!
- Eu quero ser músico.
- Engenheiro!
- Médica!
- Advogado!
- Delegado de polícia, que nem meu pai.
- Veterinária!
A classe fica em polvorosa, cada aluno começa a dizer a sua profissão preferida.
- Eu quero ser jogador de futebol, que nem o Ronaldinho!
- Eu, Engenheiro!
- Juiz!
Enquanto a classe esta excitada com as profissões que os alunos desejam seguir, Pedrinho, esta no canto, quieto, somente ouvindo o que seus colegas de classe têm para dizer.
Quando a professora percebe, que o menino não está tão empolgado como as demais crianças da sala, ela pergunta.
- E você Pedrinho, o que você deseja ser quando crescer?
Pedrinho responde sem pestanejar:
- Honesto, professora!
A classe silencia.
A professora diz calmamente.
- Pedrinho, ser honesto não é uma profissão, ser honesto é uma opção de vida.
- Eu sei professora.
- Então...
- Professora, meu pai sempre diz, que, não importa a profissão que a pessoa tem, e sim, o que é mais importante, é, se a pessoa é honesta ou não. Você pode ocupar qualquer cargo, pode ter qualquer profissão, mas quando a pessoa é honesta, por mais singela e simples que seja sua profissão, é uma pessoa importante. A gente pode ser um médico, honesto, ou um médico desonesto, qual é o mais importante? Professora é mais importante ser um faxineiro honesto, do que um médico desonesto, não é verdade. Um lixeiro honesto, do que um engenheiro desonesto. A gente pode até ser considerado uma pessoa honesta, e na realidade não ser. O que é mais importante? Todas as profissões são muito importantes, mas, não tem nada mais importante do que a honestidade nas profissões, seja ela qual for.
- Posso ser qualquer coisa professora, posso ter qualquer profissão, mas, o que eu quero mesmo, é ser honesto, que nem o meu pai.


Marc Souz
Marc Souz
Enviado por Marc Souz em 13/11/2007
Código do texto: T735131
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marc Souz
Birigui - São Paulo - Brasil
195 textos (32279 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:53)
Marc Souz