Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A LARVA

                                          A LARVA
   Alguma coisa esta acontecendo, vejo uma luz e ouço gemidos vindo de algum lugar bem perto daqui, mas algo me empurra dentro deste tubo e vários de mim, parece que vamos todos para o mesmo lugar, estou na frente vejo a linha de chegada vou ser o campeão passei e uma porta se fechou atraz de mim, isso aqui parece um vale tenho medo de afogar, mas posso respirar mas não consigo me ver sou apenas uma larva sozinho neste vale,estou com sono.
Passaram se alguns dias, e a porta de entrada do vale continua fechada acho que não vira mais ninguém ouço, um barulho parece de tambor, quero dormir.
Há dois meses que estou aqui  e começo a notar transformações em mim não sou mais aquela larva posso dizer que estou me vendo como um futuro bebe que bom serei um dia alguém.
Hoje acordei com festa parece que me descobriram aqui sente como se a luz sobre mim se intensificasse como se eu trouxesse muita alegria, passam algo sempre nesta bola vou dormir.
Seis meses estão fazendo hoje e as vezes ouço palavras que me causam tristeza sei que quem me carrega é minha mãe e o que passa a mão sobre ela é meu pai, mas as palavras continuam sendo tristes.
Uma coisa terrível aconteceu, minha mãe chora muito e eu estou a ponto de esplodir parece que meu tio se matou e isso faz com que eu sinta fortes dores em meu peito, parece que ele usava alguma coisa que o tirava do serio, por isso todas as vezes que sentia sua presença parece que eu ficava todo dormente, isso esta fazendo um grande mal para minha mãe e para mim.
Enfim vejo o mundo mas estranho estou vendo o céu e arvores e não ouço a voz daquele medico, vejo uma senhora que acho ser a minha avó ela que me ajudou a vir ao mundo que bom agora sou um cidadão, meu pai chegou e pego-me levantou me pro céu quase cai da sua mão me colocaram em uma cela de madeira bem grande, sou o centro das atenções,  desde já me sinto um prisioneiro. Estou com fome minha mãe me amamenta que delicia, bem agora quero dormir.
Tenho agora três meses de vida nos mudamos de casa. Conheci meus outros avós, a minha outra avó é muito triste ela nem liga para mim tem outro bebe é o meu primo seu nome é japi ele é mais velho que eu, ate já anda tenho vários tios eles são meio estranhos tem dias que ficam diferentes conversando enrolado aqui as vezes é muito triste os vizinhos sorriem alto ouço muitos tambores a tocar.
Hoje é meu primeiro ano de vida cantaram parabéns para mim e eu soprei uma velinha, nossa casa é pequena tem ate um pé de jabuticaba no quintal estou começando a falar meu avô vibrou quando o chamei de bobo.
Minha mãe falou com meu pai que vou ter um irmãozinho que bom uma companhia para mim ele esta passando tudo que passei lá na barriga da mamãe.
Ele nasceu seu nome é Serfio como é pequeno e chorão esta larva de boca grande.

Ricardo Portero
Enviado por Ricardo Portero em 04/12/2007
Reeditado em 04/12/2007
Código do texto: T764918

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citeo nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Portero
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4677 textos (94075 leituras)
2 e-livros (123 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:37)
Ricardo Portero