Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viagem a Marte 02. Relato do passeio à bordo da nave RP 02

Alguns passageiros masculinos da nave RM 01 estavam sentindo tédio. Reclamaram com a TF 20. Queriam mais aventuras, mais adrenalina.
" Esses poetas são mesmo loucos". Disse alto ao passar pelo corredor da nave em direção à cabine do comandante. Quem estava por ali ouviu e não entendeu a queixa da loira. TF 20 passou as reclamações queixosas dos PM para o comandante.
Cheio de ideias o comandante Mirote reuniu todos os passageiros avisando-os que fariam um passeio pela lua,na nave RP 02( Rima pouco 02). Ordenou ao general TM 15 Que providenciasse o desacoplamento da nave mãe. O embarque foi rápido. Em menos de meia hora o TM 15, deu ordem de partida, e lá se foi a RP 02...
Os passageiros que queriam aventuras cada vez mais malucas estavam felizes, no entanto nós, as PF, não. Estávamos apreensivas e receosas, porém a curiosidade dominava o ambiente; pois a viagem estava sendo extraordinariamente fenomenal.
A nave RP 02 diminuía o brilho exagerado do sol, assim todos nós podíamos apreciar às belezas e os detalhes extravagantes do universo e da lua. PF 01 notou algo diferente em uma cratera lunar. Curiosa perguntou:
-O que é aquilo? Olhem, nunca vi nada igual!
O comandante Mirote, que estava do outro lado da nave, veio em direção à mocinha. Também estava curioso. Assim que viu os objetos concluiu que eram espaçonaves alienígenas e máquinas, deixados para trás por OVNIS, quando visitaram o nosso sistema solar.
- Seres extraterrestres?- Perguntou PF 04, mal acreditando no que ouvira.
"Mulheres... Sempre curiosas." O comandante pensou sorrindo interiormente.
Eu o observei e deduzi o que se passava em sua mente.
  -Sim -enfim o comandante respondeu- eles existem.Houve um burburinho de protesto, mas o comandante não recuou.- Vocês tem as mentes feitas por religiões. Elas precisam mudar e explicar Deus de uma forma diferente. Não há como negar que os extraterrestres nos visitaram. Os astronautas que estiveram aqui na lua sabem muito bem disso, porém foram obrigados a calarem-se.Os Estados Unidos não quiseram informar à população,para não causar pânico na terra. A missão da Apollo 8, por exemplo, avistou OVNIS. Eles relataram até que os alienígenas chegaram a acompanhá-los em sua nave. É claro que não foi a NASA, nem o governo americano que revelou ao povo, isso veio a público graças a radioamadores. Os astronautas viram naves pousadas , algumas até dentro de crateras, como essa que a PF 01 viu.
 Um dos poetas que era teólogo protestou veementemente irritado e  muitos outros também.
 O comandante não quiz retrucar. Disse que cada um pensasse e escrevesse o que quisesse, só pediu para que ninguém mentisse, pois poetas não mentem, só sonham com as belezas misteriosas...
Muitos passageiros filmavam e outros tiravam fotos. Nada parecia real. Ali estava um conto de fadas. Fantástico demais!
- Inacreditável!! - Exclamou a PF 14.
 Vários poetas vieram ver o que ela tanto olhava extasiada. Havia várias espaçonaves estacionadas na borda de uma cratera e pareciam nos observar. Nelas, luzes brancas-azuladas na frente e verde atrás, brilhavam incesantemente. Seus formatos eram de nozes. De repente alçaram voos, vindo em direção da RP 02. Houve gritos de horror. O comandante ordenou  ao general para que retornassem à nave mãe.
As naves extraterrestres pararam, ficando no mesmo lugar, esperando que nossa nave desaparecesse.
Tempos depois...
- Eles não queriam nos fazer mal. Tranquilizou-nos o comandante. Só não aprovaram a nossa presença ali...
Voltamos à nave Rimamesmo 01, e agora estou aqui escrevendo os acontecimentos,quase dramáticos,de hoje. Confesso que quase tive um ataque de pânico. E ainda estou temerosa por uma retribuição de visitas da parte dos extraterrestres na nave, no entanto o comandante garantiu que não há perigo e que eles não nos farão mal são apenas robôs deixados aqui na lua por visitantes alienígenas. Agora provavelmente eles voltaram para a cratera de onde saíram.
Estou relatando mais ou menos os fatos acontecidos no conto da imaginação do comandante Mirote e minha também. É claro que é pura fantasia, ou não?...



PS: A Apollo 8 é real e sua missão também.

Jânia Lopes Martins
Enviado por Jânia Lopes Martins em 13/03/2013
Reeditado em 04/04/2013
Código do texto: T4186536
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Jânia Lopes Martins
São Mateus - Espírito Santo - Brasil
544 textos (30053 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/21 00:16)
Jânia Lopes Martins