Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ERA UMA VEZ UM MENINO QUE SE CHAMAVA MARIANO. ELE NASCEU COM PARALISIA CEREBRAL, MAS MESMO COM A VIDA NADA FÁCIL QUE ELE LEVAVA POR CONTA DESSA PARALISIA, ERA UM GAROTO MUITO ESFORÇADO E FELIZ. MARIANO ERA SEMPRE BEM HUMORADO E DIVERTIDO, POIS, ERA DIFÍCIL DE VER MARIANO TRISTE. SUA ALEGRIA CONTAGIAVA TODOS COM ELE CONVIVIA E COMPARTILHAVA A SUA AMIZADE.  A PARALISIA AFETOU OS MOVIMENTOS DAS PERNAS E O SEU EQUILÍBRIO. DESDE PEQUENO, ELE JÁ FAZIA AS SESSÕES DE FISIOTERAPIA. SEUS PAIS O LEVAVAM TODOS OS DIAS, SAINDO DE CASA BEM CEDINHO E INCLUSIVE SUA MÃE NA MAIORIA DAS VEZES TINHA QUE CARREGÁ-LO NO COLO ATÉ O CENTRO DE REABILITAÇÃO ONDE ELE FAZIA AS SESSÕES DE FISIOTERAPIA, POIS, MUITAS VEZES O PAI TINHA QUE IR PARA O TRABALHO. ALÉM DA FISIOTERAPIA, MARIANO TAMBÉM FAZIA EXERCÍCIOS NA PISCINA AQUECIDA, TAMBÉM CONHECIDA COMO HIDROTERAPIA. COM ISSO, ELE IA APRESENTANDO MELHORAS A CADA DIA.  MAS, O MENINO TINHA UMA DETERMINAÇÃO E UMA GARRA INCRÍVEL. ELE SE ESFORÇAVA MUITO DESDE PEQUENO PARA QUE UM DIA NÃO VIESSE A DEPENDER DE NINGUÉM.  NA ESCOLA ERA UM GÊNIO, POIS, SEMPRE TIRAVA NOTAS BOAS E ERA SEMPRE MUITO PARTICIPATIVO EM TODAS AS ATIVIDADES PROPOSTAS PELOS PROFESSORES. ELE ERA UM GAROTO QUE QUERIA SEMPRE EVOLUIR MAIS E MAIS. ELE SENTIA NO SEU CORAÇÃO QUE TINHA QUE FAZER ALGO PARA MELHORAR O SEU EQUILÍBRIO, POIS, ELE AINDA NÃO CONSEGUIA SE EQUILIBRAR QUANDO ESTAVA ANDANDO E ERA OBRIGADO A PARAR COMO AS OUTRAS PESSOAS FAZIAM.  NUM CERTO E ABENÇOADO DIA, MARIANO ASSISTINDO TV, COM SEU PAI E SUA MÃE, VIU UMA REPORTAGEM QUE FALAVA SOBRE A EQUOTERAPIA E SEUS ÓTIMOS PROGRESSOS QUE ELA TRAZIA PARA A VIDA DE QUEM SOFRIA COM A PARALISIA CEREBRAL. ENTÃO, MARIANO ABRIU UM LINDO SORRISO NO ROSTO E FICOU MUITO ANIMADO. E DISSE AOS PAIS:
- EU QUERO FAZER A EQUOTERAPIA PAPAI PORQUE VAI ME AJUDAR MUITO NO DESENVOLVIMENTO DO MEU EQUILÍBRIO, POIS, MEU CORAÇÃO ME DIZ QUE VOU MELHORAR AINDA MAIS COM ESSES EXERCÍCIOS NA COMPANHIA DOS CAVALINHOS, POIS, ELES SÃO MANSINHOS E DÓCEIS, NÃO É MESMO, MAMÃE?
ENTÃO, OS SEUS PAIS PROMETERAM A ELE, QUE NO DIA SEGUINTE IRIAM VER SE CONSEGUIRIAM MATRICULÁ-LO NESSA BENÇÃO CHAMADA EQUOTERAPIA. NO DIA SEGUINTE SEU PAI SAINDO PARA TRABALHAR ENCONTROU UM AMIGO QUE ERA SOLDADO NA ACADEMIA MILIAR PRÓXIMA A SUA CASA, ELE COMENTOU COM O SOLDADO DO EXÉRCITO SOBRE A EQUOTERAPIA, DEPOIS QUE O SOLDADO PERGUNTOU SOBRE A SAÚDE DE MARIANO. ENTÃO, O AMIGO SOLDADO DISSE AO PAI DE MARIANO:
- POR QUE VOCÊ NÃO ME PROCUROU ANTES PARA ME FALAR SOBRE ESSE ASSUNTO?  LÁ NO QUARTEL DO EXÉRCITO, NÓS TEMOS UMA HÍPICA, ONDE TREINAMOS AS MONTARIAS E GUARDAMOS NOSSOS CAVALOS. MAS, NÓS TAMBÉM REALIZAMOS UM PROJETO, NO QUAL ABRIMOS UMA VEZ POR SEMANA, A HÍPICA DA ACADEMIA MILITAR PARA QUE CRIANÇAS COM PARALISIA SEJAM MONTADAS NOS CAVALOS QUE SÃO BEM TREINADO E JUNTAMENTE COM UM FISIOTERAPEUTA DO EXÉRCITO ATRAVÉS DA EQUOTERAPIA POSSA MELHORAR SUAS CONDIÇÕES FÍSICAS. EU TRABALHO COM ISSO, JÁ FAZ MUITO TEMPO, POIS, ALÉM DE MILITAR, EU SOU FISIOTERAPEUTA E SERÁ UM PRAZER CUIDAR PARA QUE SEU FILHO MARIANO DESENVOLVA AINDA MAIS O SEU EQUILÍBRIO E SE TORNASSE MAIS INDEPENDENTE.  ENTÃO, O PAI DE MARIANO AGRADECEU AO SOLDADO PELA A OPORTUNIDADE DE PROPORCIONAR MAIS UM BENEFÍCIO PARA A REABILITAÇÃO DE SEU FILHO. ENTÃO, OS PAIS DE MARIANO JÁ NO OUTRO DIA MESMO MATRICULARAM ELE NO PROJETO SOCIAL DA ACADEMIA MILITAR.
CHEGANDO LÁ NA HÍPICA MARIANO FOI RECEBIDO COM MUITO CARINHO POR TODOS OS SOLDADOS QUE FAZIAM PARTE DA EQUIPE DO PROJETO. LOGO EM SEGUIDA, O MENINO FOI APRESENTADO AO AMIGO DE SEU PAI, O QUAL SERIA SEU FISIOTERAPEUTA E TAMBÉM AOS DÓCEIS E MANSOS CAVALINHOS PARA QUE ESCOLHESSE UM DE SUA PREFERÊNCIA PARA QUE FOSSE O SEU COMPANHEIRO DE EXERCÍCIOS NAS SUAS SESÕES DA EQUOTERAPIA. O MENINO FICOU ENCANTADO COM TODO AQUELE AMBIENTE. ELE ESTAVA MUITO RADIANTE E FELIZ, POIS, ESTARIA CUIDANDO AINDA MAIS DA SUA REABILITAÇÃO E IRIA PODER TER UM CONTATO MAIS DIRETO COM OS CAVALINHOS, QUE TAMBÉM ERA UMA DE SUAS PAIXÕES. ELE ESCOLHEU UM LINDO CAVALINHO BRANCO, CUJO NOME ERA ALGODÃO. ASSIM, COM O PASSAR DO TEMPO MARIANO E ALGODÃO SE TORNARAM GRANDES AMIGOS, POIS, ALGODÃO, SABIA MUITO BEM QUE ELE ERA UMA BENÇÃO NA VIDA DAQUELE MENINO E O TRAVAVA COM MUITO RESPEITO E CARINHO E MARIANO RETRIBUIA O CARINHO DE ALGODÃO PARA COM ELE, SUPERANDO CADA DIA MAIS SUAS LIMITAÇÕES FÍSICAS COM MUITA DISCIPLINA E FORÇA DE VONTADE.  ELES FORMARAM UMA DUPLA DINÂMICA INSEPARÁVEL. QUANDO MARIANO ESTAVA MONTADO EM CIMA DO AMIGO ALGODÃO, A SENSAÇÃO DE LIBERDADE QUE ELE SENTIA ERA MUITO MAIS QUE UM CAVALGAR, POIS, PARA MARIANO, A SENSAÇÃO ERA COMO SE ELE ESTIVESSE LEVITANDO NO AR, O BALANÇO DE ALGODÃO ERA MAIS UM LAÇO DE CARINHO ENTRE OS DOIS. MARIANO MONTADO EM ALGODÃO MELHOROU NÃO SÓ SEU EQUILÍBRIO, MAS, TAMBÉM SUA POSTURA, ALÉM DE AUMENTAR AINDA MAIS A SUA AUTOESTIMA E TAMBÉM A SUA AUTOCONFIANÇA PROPORCIONANDO MAIS QUALIDADE DE VIDA, POIS, SEUS MÚSCULOS FICARAM MAIS FIRMES, MELHORANDO A SUA COORDENAÇÃO E COMO RESULTADO DE TODO ESSE ESFORÇO, MELHOROU MUITO OS SEUS PASSOS.
MUITOS ANOS SE PASSARAM, MARIANO CRESCEU E SE TORNOU HOMEM, HOJE EM DIA, ELE CONTINUA FAZENDO AS SESSÕES DE EQUOTERAPIA QUE TANTO O AJUDARAM A SUA REABILITAÇÃO. ELE SÓ LAMENTA QUE ALGODÃO O DEIXASSE TÃO CEDO, MAS, MARIANO GUARDA NO SEU CORAÇÃO, AS RECORDAÇÕES DA SUA INFÂNCIA VIVIDAS NA HÍPICA AO LADO DE SEU CAVALINHO ALGODÃO. 
QUANTO UPA CAVALINHO EU DISSE AO MEU MANSO E DÓCIL ALGODÃO, QUANTAS PASSADAS DE MÃO, EU PASSEI NA CABECINHA DELE, QUANTAS DEMONSTRAÇÕES DE AMOR , MEU CAVALINHO QUERIDO ME DEU, PERDI ATÉ A CONTA, POIS, FORAM TANTAS.  EU AGRADEÇO AO PAPAI DO CÉU POR TANTAS AVENTURAS VIVIDAS AO LADO DO ALGODÃO, POIS, JAMAIS VOU APAGAR DAS MINHAS LEMBRANÇAS, AS EMOÇÕES QUE EU E MEU CAVALINHO VIVEMOS NAQUELAS TARDES INESQUECÍVEIS DE EQUOTERAPIA, POIS, FORAM BONS TEMPOS QUE NÃO VOLTAM MAIS.
 
 
Saulo Piva Romero
Enviado por Saulo Piva Romero em 11/01/2019
Reeditado em 23/05/2019
Código do texto: T6548694
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Saulo Piva Romero
Itanhaém - São Paulo - Brasil, 47 anos
121 textos (5610 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/07/19 16:09)
Saulo Piva Romero

Site do Escritor