Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ERA UMA VEZ UMA MENINA QUE QUERIA SER UMA ASTRONAUTA.
DESDE PEQUENA ASTROGILDA SONHAVA QUE ESTAVA PISANDO NA LUA.
ELA ERA UMA MENINA LUNÁTICA, POIS, AMAVA A LUA E OS SEUS MISTERIOSOS SEGREDOS.
ASTROGILDA RESPIRAVA A LUA VINTE E QUATRO HORAS POR DIA.
TODAS AS NOITES ELA FICAVA HORAS E MAIS HORAS EM CIMA DO TELHADO DA SUA CASA ADMIRANDO A LUA.
ELA SABIA TUDO A RESPEITO DA LUA E AS SUAS FASES.
A LUA TINHA UM CANTINHO SÓ SEU DENTRO DA CABECINHA DE CRIANÇA DA MENINA. ELA TINHA  MUITA IMAGINAÇÃO E CRIATIVIDADE QUANDO OS SEUS PENSAMENTOS A LEVAVAM A UMA INCRÍVEL VIAGEM AO FANTÁSTICO MUNDO DA LUA.
ELA VIVIA NO MUNDO DA LUA, POIS, ESTAVA SEMPRE SONHANDO ACORDADA.
ASTROGILDA ENTRAVA EM ALFA, BETA E ÔMEGA QUANDO IMAGINAVA A LUA CHEIA CARREGANDO OS SEUS MAIS SECRETOS MISTÉRIOS, POIS, NA SUA CABECINHA DE CRIANÇA SONHADORA A LUA TINHA UMA GRANDE E PODEROSA FORÇA, POIS, SÓ A LUA NA SUA IMAGINAÇÃO ERA CAPAZ DE TRANSFORMAR UM HOMEM NUM LOBISOMEM NAS NOITES EM QUE FICAVA CHEIA.
SÓ A LUA TINHA O ENCANTO E A MAGIA PARA UNIR OS CASAIS APAIXONADOS PARA SEMPRE.
ELA AMAVA VER A LUZ DA LUA REFLETIDA SOBRE O MAR.
A LUA ERA TÃO PODEROSA QUANTO O SOL, POIS LEVAVA A LUZ ONDE HAVIA A ESCURIDÃO.
ASTROGILDA FICAVA IMAGINANDO O DIA EM QUE FINALMENTE CONSEGUIRIA COLOCAR A PLANTA DE SEUS PÉS EM TERRITÓRIO LUNAR ASSIM COMO FEZ UM DIA DOIS BRAVOS ASTRONAUTAS AMERICANOS.
ASTROGILDA CONTINUAVA SONHANDO ACORDADA E BORDO DA SUA ASTRONAVE, ELA SEM QUERER TROPEÇOU NA PATA DE UM CAVALO BRANCO QUE ERA MONTADO POR UM NOBRE CAVALEIRO CHAMADO JORGE.
ELA FICOU MUITO ASSUSTADA COM O QUE ESTAVA VENDO.
A CENA QUE PRESENCIOU ERA UM DUELO ENTRE O CAVALEIRO E UM DRAGÃO MUITO FEIOSO E O COMBATE ESTAVA SENDO TRAVADO EM CIMA DA PODEROSA E GIGANTESCA LUA QUE ESTAVA REFLETINDO A SUA BELÍSSIMA LUZ SOBRE OS DOIS COMBATENTES.
NESSE MOMENTO ASTROGILDA A BORDO DA SUA ASTRONAVE ESTAVA VIVENDO UM VERDADEIRO CONTOS DE FADAS, POIS, ELA TINHA A CERTEZA DE QUE SE ENCONTRAVA REALMENTE NO MUNDO DA LUA.
NOVAMENTE, ELA ENTROU EM ALFA, BETA E ÔMEGA E CONSEGUIU VER QUE POR DENTRO DAQUELE LUA CHEIA ILUMINADA HAVIA UMA CIDADE E NELA HAVIA UM LAGO COM UM DRAGÃO SOLTANDO FOGO PELAS NARINAS. ESSE DRAGÃO ENVENENAVA OS CAMPOS DAQUELA CIDADE LUNAR QUANDO ERA ACORDADO DE SEU SONO PROFUNDO,
ENTÃO, PARA ACALMAR A FÚRIA DO DRAGÃO, OS HABITANTES DA CIDADE DA LUA LHE OFERECIAM DUAS OVELHINHAS INOCENTES PARA QUE ELE SACIASSE A SUA FOME.
MAS, UM DIA AS OVELHINHAS ACABARAM E COM ISSO, O FEIOSO DRAGÃO EXIGIU QUE LHE ENTREGASSEM A FILHA DO REI PARA QUE ELE SE CASASSE COM ELA.
ENTÃO, O REI EXPRESSANDO A SUA DOR PELO FATO DE TER QUE ENTREGAR A SUA FILHA AO DRAGÃO, DISSE AOS HABITANTES QUE ELES PODERIAM FICAR COM TODO O SEU OURO E A SUA PRATA SE A SUA FILHA NÃO FOSSE ENTREGUE.
NESSE MOMENTO, ASTROGILDA TENTAR SE INTROMETER NA CONVERSA DO REI COM OS HABITANTES.  ELA ESTAVA UMA FERA, MAS O POVO DO REINO NEM LHE DEU OUVIDOS E ASSIM A FILHA DO REI FOI ENTREGUE AO DRAGÃO QUE SE CASOU COM ELA.
LOGO EM SEGUIDA, ASTROGILDA COM OS SEUS PENSAMENTOS VOLTADOS PARA O MUNDO DA LUA, OLHOU PARA O JOVEM JORGE QUE CONTINUAVA MONTADO NO SEU CAVALO BRANCO E DISSE:
- EI, VOCÊ AI NÃO VAI FAZER ALGO PARA SALVAR A JOVEM PRINCESA DAS GARRAS DESSE DRAGÃO FEIOSO?
E O JOVEM CAVALHEIRO RESPONDEU:
- O QUE É QUE EU POSSO FAZER?   EU NEM SOU DESSA CIDADE.
- ORA, SEI LÁ! MAS, FAÇA ALGUMA COISA ANTES QUE SEJA TARDE!   
ENTÃO, O JOVEM CAVALHEIRO ATENDENDO AO PEDIDO DA MENINA QUE SE ENCONTRAVA AINDA NO MUNDO DA LUA, FOI SE APROXIMANDO DO LAGO ONDE ESTAVA O DRAGÃO E LOGO EM SEGUIDA ERGUEU A SUA ESPADA. 
O DRAGÃO QUE ESTAVA COCHILANDO, ACORDOU ASSUSTADO COM O TROTAR DAS PATAS DO CAVALO DE JORGE.
E LOGO EM SEGUIDA A FERA SAIU PARA FORA DO LAGO E FURIOSO SOLTOU UMAS FAÍSCAS DE FOGO EM CIMA DO JOVEM CAVALEIRO, MAS, ELE NÃO FOI ATINGIDO, POIS SUA ARMADURA ACABOU LHE PROTEGENDO DE SER CHAMUSCADO PELO FOGO.
ENTÃO, JORGE PEGOU UMA CORDA E LAÇOU O DRAGÃO E DEPOIS O ARRASTOU ATÉ QUE ELE FICASSE COMPLETAMENTE SEM FORÇAS E ASSIM CRAVOU A SUA ESPADA NA ENORME PANÇA DO DRAGÃO QUE DEU UM PROLONGADO URRO DE DOR FAZENDO COM QUE A LUA CHEIA BALANÇASSE DE UM LADO PARA O OUTRO E FINALMENTE TOMBOU JÁ SEM VIDA NO SOLO LUNAR QUE MAIS PARECIA UM QUEIJO CHEIO DE FURINHOS.
EM SEGUIDA, JORGE LEVOU O DRAGÃO E O ENTREGOU PARA O REI.
ASSIM, O REI EM AGRADECIMENTO AO JOVEM JORGE POR ELE TER SALVADO A FILHA DAS GARRAS DO DRAGÃO FEIOSO, PERMITIU QUE ELE SE CASASSE COM ELA.
E MESMO COM TUDO ISSO ACONTECENDO, ASTROGILDA CONTINUAVA A SUA VIAGEM NO MUNDO DA LUA, SEMPRE SONHANDO ACORDADA ATÉ QUE O DESPERTADOR TOCOU FAZENDO UM BARULHO ENSURDECEDOR ALERTANDO A SONHADORA MENINA LUNAR QUE HAVIA CHEGADO A HORA DE IR PARA A ESCOLA.                                                                   

 
Saulo Piva Romero
Enviado por Saulo Piva Romero em 30/10/2019
Reeditado em 31/10/2019
Código do texto: T6783219
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Saulo Piva Romero
Itanhaém - São Paulo - Brasil, 47 anos
169 textos (10478 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 20:02)
Saulo Piva Romero

Site do Escritor