Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Consciência

Consciência

O poc poc do salto alto na calçada rompe o silêncio da noite, o perfume da mariposa, atrai vampiros que estão a espreitar nas sombras, enquanto o vento, assobia entre os galhos secos das velhas árvores, ainda virgens.
Um sussurro atravessa os arbustos, o grito pálido gela a já assustada mariposa.

— Quem?(Aflita)

— Eu! O silêncio!

— Si… silêncio! A… voz!
(Ela pergunta, ainda apavorada)

— Tenho, muitas!

— Sério, mas de onde você veio?(Tremendo)

— (Gargalhadas) você não percebeu ainda?
Sempre estive aqui! Hoje, resolvi aparecer, te assustei?

— Sim! Vozes, ouço!

— Tola!

— Como assim? Escuto a voz aqui, fora, como pode ser?

— Poderes, não acredita que sou capaz!

— Nossa! Estou ficando cada vez mais amedrontada! O que quer de mim?

— Não imaginas?

— Não!

— Quero sair! (Gritando)

— Como assim, sair?(Não entendendo)

— Quero liberdade, fazer o que bem entender, sem você estar no controle, apesar que não está (risos) você é fraca!

— Não mesmo! Nunca terá liberdade, a clausura é minha loucura!

— (Gargalhadas) medo de ser julgado pela sociedade? Não seja hipócrita, seus vizinhos sabem o que faz em casa.

— Não tenho nada a esconder!

— Há!há! Não é que a sua consciência diz!

— Nunca! Serei forte e vou te derrotar, minha vontade é mais que você!

— Vontade? A tua é minha, há! Há!

A noite sempre será testemunha.(Silêncio)

Direitos autorais reservados

12/10/2020

Clodoaldo Lima
Clodoaldo Lima
Enviado por Clodoaldo Lima em 29/12/2020
Reeditado em 29/12/2020
Código do texto: T7147047
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Clodoaldo Lima
Curitiba - Paraná - Brasil, 46 anos
332 textos (8478 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/03/21 16:00)
Clodoaldo Lima