Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Descida para o desconhecido

[História anterior: Operação Hochburg]

Uma aeronave Junkers Ju 52, equipada com esquis no lugar de trens de aterrissagem, estava pousada no fundo de um vale gelado no sopé da cordilheira Shackleton, Antártida. Enquanto a tripulação de três homens aguardava dentro do aparelho, o capitão SS Hannes Justin Gaertner acompanhava o reconhecimento do terreno feito por homens do seu pelotão, todos veteranos com grande experiência em montanha e combate no Ártico. Contudo, contra aquilo que buscavam naquele ermo pedregoso e varrido pelos ventos, nem técnica nem armas seriam de qualquer valia. Mas isso não era do conhecimento de Gaertner, que acreditava estar ali apenas para achar a entrada secreta dos domínios da entidade autointitulada Samaria.

- Capitão! - Gritou o sargento Justus Leiber, acenando de uma formação rochosa cerca de 40 m acima do vale. - Achei!

Gaertner não achara que seria tão fácil, já que haviam chegado a menos de três horas no local onde, duas décadas antes, caíra o avião de reconhecimento do tenente SS Ludwig Baumer.

- O que tem aí? - Gritou, pondo as mãos enluvadas em concha.

- É uma espécie de pórtico esculpido na rocha, capitão! E está aberto...

"Armadilha", pensou imediatamente Gaertner. Mas, já que estava ali, poderia aproveitar para dar uma olhada e assim levar um relatório completo para o comandante em chefe da expedição secreta alemã, o engenheiro Albwin Hutto.

- Bischoff! Schoeler! Venham comigo - conclamou ele. - Os demais aguardam aqui e protegem o perímetro. Sargento Jung, você tem o comando.

Os soldados convocados, empunhando suas metralhadoras MG 42, seguiram atrás do capitão, que começou a galgar a formação rochosa até o ponto onde estava o sargento Leiber. Finalmente, depararam-se com o que parecia ser a entrada de um templo clássico, com duas colunas adossadas sustentando um frontão sem decoração. A porta, de pedra lisa, medindo cerca de três metros de altura por 1,5 de largura e 20 cm de espessura, estava aberta e encostada à parede, revelando um túnel retangular sem iluminação, que descia pelas entranhas da montanha até se perder nas trevas.

- Veja se podemos calçar essa porta - orientou o capitão ao sargento Leiber. - Não me agradaria nada ficar trancado nessa escuridão e descobrir que não temos como abrir por dentro.

Leiber mandou o soldado Schoeler voltar ao aeroplano e trazer duas pás. Embora fossem curtas demais para manter a porta na posição totalmente aberta em que se encontrava, Gaertner imaginou que, se porventura esta começasse a se fechar, seria travada pelas pás. Providenciado este último reparo, o grupo de quatro homens começou a sua descida cautelosa pelo túnel de pedra, as lanternas K182 presas ao peito pelos botões das parkas brancas. Após cerca de 50 metros de descida contínua, perceberam que havia um brilho mortiço à frente, como que provocado por uma lareira ou algo similar. Gaertner virou-se para seus comandados e pôs o dedo sobre os lábios.

Foi então que, ao olhar para trás, percebeu que a porta havia se fechado por completo, e não era possível vislumbrar mais a luz do dia. Como aquilo ocorrera sem que qualquer barulho das pás sendo arrastadas fosse ouvido, era um completo mistério. Agora, só lhes restava continuar descendo - e torcer para quem quer que estivesse lá embaixo fosse amigável.

- [15-05-2019]
Alex Raymundo
Enviado por Alex Raymundo em 15/05/2019
Reeditado em 16/05/2019
Código do texto: T6648216
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Texto original do site http://recantodasletras.com.br/autores/raymundo.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Raymundo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
1444 textos (76832 leituras)
1 áudios (30 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/05/19 08:04)
Alex Raymundo