Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Rua

Olivia andava pela calçada da rua em plena madrugada, voltava de uma festa. Sosinha ela sente medo, um calafrio percorre sobre suas pernas e braços. A rua mau iluminada por um poste só, deixava o lugar que era belo de dia, um verdadeiro mausoléu a noite.
Mais um calafrio a percorre, um calafrio que a fez lembrar da escuridão de seu quarto quando pequena, só que agora um medo de outro oculto. Não queria seus olhos furados, ou ser violada.
A estreita luz amarelada do poste, revela uma rápida sombra que a deixa ainda mais assustada, andando na direção só que um pouco mais de cautela, ela percebe que o dono da sombra era de um gato, com olhos amarelados quase pretos como o pelo. Olivia chega perto, o gato recua, mas não foge, se agaixa e pega o pobre animal no colo.
O calafrio cessara, o gato se enrolava em seus braços, lembrando uma bolsa dágua quente.
Na mesma rua, um homem, que a cidade conhecia como Olhos Vermelhos,andava em direção a uma bela moça apressada e de braços cruzados.
O clube onde estava, não havia terminado a festa, quando saiu, não encontrou sua amiga Márcia, "foi embora deve ser", pensou ela, se vingaria depois. Apesar de ser longe, Olivia resolveu encarar a madrugada, não conhecia ninguém pra pedir carona, e não teve aulas de karatê atoa.
Ir a festa foi contra a vontade de sua mãe, agora teria que entrar escondida pela escada de incêndio.
O gato, agora dormindo, ronrrona alto, Olivia mantinha os braços imóveis para não acorda-lo.
A máscara branca, agora ensanguentada, pois não a limpava para deixar vítimas com mais medo, podia se ouvir sua respiração, quanto mais perto, mais ofegante, apertava a pequena faca no bolso da calça e a moça mais perto ficava.
Enfim perto de casa, cem metros da curva do beco da escada de incêndio.
Virou a curva.
Dona Dalva, que dormia tranquila em sua cama de casal, acordou assustada com os gritos da filha vindo de fora.
A moça percebe, que esta sendo seguida, ela corre, mas Olhos Vermelhos a alcança. Antes que gritasse por socorro ou subisse a escada de emergência do pequeno duplex, ela sente algo rasgar sua garganta, ela sente algo úmido e quente escorrer pelo seu pescoço e então, antes de cair no chão, ela vê a face branca e ensanguentada de Olhos Vermelhos, que tem esse nome pois...
Com sua faca, ele fura os dois olhos da moça. Mais um, já era a sétima no mês.
Ao ver o corpo de Márcia, Olivia solta um grito soltando o gato que corre as pressas pela rua.
Hoganes Molva
Enviado por Hoganes Molva em 17/01/2019
Código do texto: T6553477
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hoganes Molva
Aquidauana - Mato Grosso do Sul - Brasil, 18 anos
4 textos (212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/02/19 07:57)