Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medo Encarnado!

Aconteceu este ano, em 2019, eu presenciei muita coisa... Meu nome é Samantha dos Santos e tenho 13 anos; eu tive um amigo, Ícaro Martins de 14 anos, ele sempre foi muito inteligente e criativo, mas era bastante estranho, eu não importava com isso, sempre amei Ícaro... Ele gostava de desenhar, seu caderno de desenho era cheio de monstros os quais ele desenhava, ele dizia que aqueles monstros eram seus medos, medos que o atormentavam sobre a noite escura, e por isso, ele sempre se escondia debaixo do cobertor, e muitas vezes deixava a luz acesa até pegar no sono. Ele queria trabalhar criando histórias em quadrinhos, tipo o Stan Lee, e ele adorava o Stan Lee, mas também amava os quadrinistas contemporâneos brasileiros, seus preferidos eram Fábio Moon e Gabriel Bá, que são dois irmãos gêmeos que nasceram aqui mesmo, em São Paulo. Ícaro tinha uma história deles em sua casa: “10 Pãezinhos”, e ele amava esse livro dos quadrinistas brasileiros.

Ícaro gostava de escrever histórias de terror, mas o amor era um sentimento que pulsava em suas veias, e um dia, ele me presenteou com um livro feito por ele mesmo, era uma história gótica de amor sombria que falava sobre um casal apaixonado, eles receberam um convite para passarem as férias na Romênia, e quando chegam lá, havia uma casa, e ao entrarem na casa, eles percebem que estão dentro de um labirinto cheio de monstros e animais bizarros, e o casal acaba se separando, e presos no labirinto, eles ficam à procura um do outro, o amor que sentem um pelo outro é tão forte que eles não desistem de lutar, mesmo depois de passarem por situações aterrorizantes, por fim, eles conseguem se encontrar, e ficam juntos. No final, o casal descobre que o labirinto, na verdade, era um cemitério, e que os monstros eram espíritos atormentados que assombravam aquele lugar, o amor do casal havia purificado aquele lugar e as almas poderiam finalmente, descansar em paz, e o casal pôde voltar pra casa e viver feliz... Essa era a maneira que Ícaro Martins encontrou para dizer que me amava, e eu também amei.

Uma vez, na escola, Ygor, que era um valentão que praticava Bullying com a maioria dos colegas, deu uma surra em Ícaro, que o deixou com o olho roxo, no dia seguinte, na escola, Ygor não havia ido, e a professora nos deu a triste notícia que Ygor havia falecido pela madrugada, todos os colegas ficaram chocados, mas, Ícaro parecia não estar surpreso. Eu conversei com ele no intervalo, Ícaro havia dito ter sonhado com a morte de Ygor, e disse mais, disse que ele foi assassinado por um de seus monstros, por um de seus medos, como se o medo de Ícaro tivesse encarnado só para matar Ygor como vingança por ter batido em Ícaro. Sinceramente, achei difícil de acreditar. Ícaro disse que um de seus monstros que mais o davam medo era um que tinha uma aparência humana, e em vez de mãos, eram facas que cortavam cabeças, ele disse que seu monstro cortou a cabeça de Ygor. Sério, fiquei pasma! E até tirei uma com a cara dele perguntando como esse monstro poderia escrever se ele tinha facas no lugar das mãos, mas, Ícaro não achou graça.

Não demorou muito tempo quando Ícaro chegou em mim dizendo que havia acontecido de novo...
- Aconteceu de novo o que? – Perguntei.
- Mais um de meus medos encarnaram, dessa vez um de meus monstros matou meu padrasto! – Ele disse.
- E como isso aconteceu?
- Meu padrasto havia chegado bêbado em casa, minha mãe reclamou, então ele bateu nela, e eu olhei tudo, e estava com muita raiva, foi então que aconteceu...
- O que foi que aconteceu?
- Uma sombra saiu de minha cabeça formando uma nuvem negra que cobriu meu padrasto, ele foi eletrocutado enquanto a nuvem esmagava seus ossos, em seguida ele foi todo despedaçado jorrando sangue para todos os lados, espirrou sangue em minha mãe e em mim, minha mãe desmaiou, eu chamei uma ambulância e eles não acreditaram no que viram, perguntaram o que havia acontecido, eu disse que tinha sido um monstro, mas eles riram da minha cara, e de repente, começou a chover, relampeando muito...

Vou ser sincera, nem eu mesmo acreditei, pensei que ele estava apenas contando mais uma de suas histórias de horror, mas Ícaro tremia muito, gaguejava, seus olhos pareciam que iam saltar para fora da órbita, eu vi medo em seus olhos, e percebi, não podia ser uma mentira...
- Levaram minha mãe para o hospital, e eu fui com ela. Eu estava muito agitado, então o médico quis me dar uma injeção para que eu ficasse calmo, mas eu não queria, ele tentou me obrigar, foi quando aconteceu de novo... Uma gosma verde saiu do meu nariz, era mais um de meus monstros que saiu de mim, a gosma entrou dentro da boca do médico, e dentro dele, a gosma absorvia seu sangue até que o médico explodiu, e a gosma verde apareceu gigante, do tamanho do médico, aí a gosma foi embora e atacava quem passasse por ela, e a cada pessoa que ela absorvia, ela ficava cada vez maior...
- Que horror! Nojento e aterrorizante, bizarro!
- E ainda não acabou por aí... – Disse Ícaro. – Eu tentei correr para sair do hospital, mas o segurança me segurou, e apertou meu peito contra a parede com muita violência, foi aí que todos os meus medos encarnaram de uma vez! Todos meus monstros se formaram saindo de dentro de mim como sombras e se encarnando do meu lado, todos ao mesmo tempo, o segurança olhou aterrorizado, tentou correr, mas todos os monstros foram para cima dele, estraçalhando-o, por fim, não sobrou nada do segurança para contar história...

Eu, Samantha, realmente queria que Ícaro estivesse mentindo, tivesse inventado essa história, mas imagina só, um bando de monstros que eram o medo de um garoto, estavam saindo de dentro dele, e aterrorizando o hospital do “M'Boi Mirim”, e mais, esses monstros saíram do hospital para aterrorizar as pessoas do “Jardim Ângela”, em São Paulo, aqui no Brasil! Policiais foram para o embate com os monstros, o medo de Ícaro Martins, agora havia se tornado também, o medo das pessoas de São Paulo. O caso estava sendo televisionado, os jornais das TVs, SBT, Globo, Record e Band, haviam mandado seus jornalistas mais corajosos para enfrentarem essa situação em prol de manter as pessoas em suas casas informadas sobre o perigo, e todos avisavam: “Não saiam de suas casas! ”. Eu estava assistindo a notícia na televisão com Ícaro, quando Ícaro disse que sairia para enfrentar seus medos, para enfrentar seus monstros e derrota-los. Eu pedi para que ele ficasse e não adiantou, ele saiu como quem sai à procura de vingança. Fiquei em casa durante 20 minutos, então decidi que iria atrás de Ícaro para ajudá-lo, e fui. Quando cheguei no “Jardim Ângela”, eu via os monstros matando os policiais, eles atiravam, mas não adiantava, as balas passavam pelo corpo dos monstros, como se os monstros fossem feitos de fumaça. Eu fiquei andando quando Ícaro veio até mim, ele segurava uma faca na mão direita...
- O que está fazendo aqui, Samantha! – Ele disse.
- Eu vim te procurar e te ajudar. – Eu disse.
- Não pode! É perigoso demais para você.
- Seus medos também são meus medos, e nós enfrentaremos isso juntos!

Ícaro viu que um monstro iria me atacar, foi então que ele correu para me salvar, mas acabou me jogando no chão, o monstro queria me pegar, mas Ícaro não deixou...
- Ela não!

E o monstro saiu para continuar atacando os policiais.
- Só tem um jeito de acabar com esses monstros. – Disse Ícaro.
- Como? – Perguntei.
- Eu preciso morrer...
- Não Ícaro, você não pode morrer, o que será de mim sem você?!
- Eu farei isso por você, Samantha, eu tenho que proteger você, eu criei esses monstros, esses são meus medos, se eu morrer, eles desaparecem, e você estará a salvo, e isso é tudo que importa.
- Se você morrer, eu também morrerei.

Ícaro me levantou do chão e me beijou, foi o meu primeiro beijo, meu coração batia mais forte e sentia o coração de Ícaro bater forte também...
- Viva por mim, meu amor... – Ele dizia com lágrimas nos olhos.

Ele se afastou de mim, e eu chorava... Ícaro pegou a faca, os monstros pararam de atacar, olhavam para Ícaro, parecia que o medo encarnado estava sentindo a encarnação do próprio medo em seus corpos. Ícaro, sem pensar duas vezes, golpeou-se em seu próprio coração, seu coração, que havia absorvido todo medo que se instalava em sua mente, e também, o mesmo coração que sentia o mais profundo amor que alguém poderia sentir, um coração que me amava, um coração ferido pelas mãos do próprio dono, este que, para defender e salvar a garota que amava decidiu matar o próprio amor que sentia por dentro, e morrendo com o peito varado por uma faca, sangrou até cair no chão, desabando entre lágrimas... Os monstros, evaporaram, deixando muitas pessoas mortas, dentre elas, os policiais que tentavam defender as pessoas que estavam nas ruas. Mas nem todos morreram, houveram sobreviventes dessa noite de horror, e eu, Samantha dos Santos, sou uma delas. Ao ver Ícaro no chão, morrendo, fui até ele e coloquei-o em meus braços...
- Por que! Por que você fez isso?!
- Eu fiz isso por você, para te proteger, porque eu te amo, eu te amo muito, meu amor...
 Por fim, Ícaro Martins, deu seu último suspiro, enquanto eu chorava por ter perdido o amor da minha vida. Passou 3 dias, e Ícaro foi enterrado, eu abracei sua mãe que chorava muito por ter perdido o filho, ela me deu todos os cadernos de desenhos do Ícaro, ela disse que não queria ver aqueles desenhos nunca mais. Eu postei os desenhos do Ícaro na internet, e um quadrinista que, agora não lembro o nome, conseguiu entrar em contato comigo para saber se poderia criar histórias em quadrinhos, HQs, com os monstros de Ícaro Martins. “Ícaro iria querer isso...”, pensei, e aceitei a proposta desse quadrinista, para que ele pudesse utilizar os monstros de Ícaro em suas histórias, eu tenho alguns quadrinhos que ele e sua equipe produziram, são histórias de terror muito boas com o título de “Medo Encarnado! ”.

- Muito obrigado por ter nos concedido esta entrevista. E esta foi, Samantha dos Santos, que se disponibilizou para contar, como testemunha ocular, os fatos aterrorizantes que ocorreram em Jardim Ângela, distrito da zona sul em São Paulo... Agora, voltará a programação normal com as músicas da noite, são 22:50 hrs, aqui na Rádio “Jovem Pan” FM 100,9...
Lucas José
Enviado por Lucas José em 03/08/2019
Reeditado em 03/08/2019
Código do texto: T6711273
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Lucas José
São Paulo - São Paulo - Brasil, 24 anos
147 textos (2981 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/02/20 21:17)
Lucas José