Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde reside a Consciência...

     Há consciência mesmo num prego de porta... Talvez devêssemos começar assim o texto. Será uma forma de esclarecer e tornar mais palatável o que vem a seguir. É uma forma lúdica de abrir as portas do entendimento humano, um "insight" intuitivo, por assim dizer.
     Muitos de vocês estão acostumados com o nome elétron. Bem, esta entidade está muito associada com o que chamam de matéria e com as suas forças principais. De acordo com o que o seu cérebro físico soube ler e interpretar, o elétron é uma partícula subatômica. Ao seu saber cientifico ele é uma parte do átomo, que é, também ao seu ver, um construtor da matéria física. O elétron, também de acordo com a visão científica da humanidade atual, é o responsável pelo magnetismo e, claro, pela eletricidade.
     Você não poderia ver um elétron, ainda que pudesse encolher tanto, que se tornasse menor do que um átomo. Isso não é porque ele é uma nuvem ou uma onda que emana do átomo. Na verdade, o que chamam de elétron não é o que pensam dele. Claro que, enquanto contemplarem o universo pelo viés dos sentidos físicos, não poderão descreve-lo senão pelo mesmo viés. Vocês interpretam o universo de fora, e seria necessário estar dentro dele para entende-lo corretamente. O elétron parece-se com uma nuvem para vocês, porque estão interpretando isso dentro do sistema restrito de vocês. O elétron está em todo o lugar, ele "escorre" pelos sistemas, ele, forma todos os sistemas. Se vocês procuram, ou tem a necessidade de encontrar um meio condutor para a Consciência, este poderia ser o elétron. Então, posso dizer, a partir deste ponto de vista, que o universo físico é uma "sopa" de elétrons. Mesmo no espaço profundo, aparentemente vazio para vocês, existem elétrons. Como o elétron está em todo lugar, todo lugar é ele.
        O elétron, dessa forma, preenche o universo com as suas propriedades. Então, ele pode ser o fenômeno elétrico, desde um raio em suas nuvens, até a força que liga o seu rádio. Ele é a força que move suas bússolas, orienta seus pássaros no céu, forma as suas auroras. Ele é a luz, o calor e a matéria, depende apenas da forma como ele "irradia". Agora, isso é o que você pode interpretar em seu universo físico, por causa dos seus sentidos físicos, que filtram apenas um pouco da informação disponível. Você vê, seus elétrons são como suas unidades de informação atuais.
        Agora, com essa informação, você deve entender que pode haver consciência até mesmo numa luz imaterial, numa energia circundante, num som, ou mesmo num prego de porta...
       Mais uma vez, a Consciência não é atributo da forma biológica organizada. Muito pelo contrário, a consciência principal de uma forma biológica organizada e tão fragmentada, que não sabe perceber as outras Consciências originalmente genuínas, pelo simples fato que a Consciência de um ser humano precisa se dividir para dirigir a sua forma corpórea tridimensional. Ela simplesmente não consegue se concentrar no todo, enquanto no sistema físico.
      Então, o que chamam de elétron é a consciência espaçada. Cada elétron tem uma consciência que é só dele. A união dessas consciências pode formar um raio ou uma luz que tem consciência por si só. Então, colocando de uma forma mais profunda, nenhum individuo é ele próprio, mas o universo inteiro que o circunda. Agora, você entende porque a você não pode ter a consciência integral do todo, o ser humano simplesmente não poderia e nem saberia lidar com isso. Para tomar uma simples xícara de café, bastam algumas simples informações. Seria impossível para vocês tomar um cafezinho, com toda a informação do universo disponível naquele momento.
       Os dados que recebem precisam ser limitados para perceberem seu mundo e criá-lo. Se pudessem perceber mais dados do que isso, suas paisagem variariam, seus sons se multiplicariam ao infinito, e isso não é necessário e nem importante no "atual" momento. No entanto, estamos aqui, abrindo seus canais aos poucos, para que comecem a perceber novas paisagens. Fazemos isso os instigando e mexendo com as suas intuições, pois o verdadeiro conhecimento vem de dentro e é a intuição.  O ser intuitivo, sabe, sem o saber, do seu futuro, do seu "destino" e de todos os estímulos que não chegam aos sentidos físicos. A intuição é este outro sentido que tentamos dar-lhes, pacientemente, como um profissional de fisioterapia tenta reativar os movimentos de um membro que perdera a sua eficácia. Sua ciência precisa se expandir para incluir coisas além do quantificável, além do replicável. Ela precisa renascer com algo a mais, "com" ciência.
      Gostaríamos que ao olhar ao redor de seu mundo, o visse de modo diferente agora. Tudo concorre para sua existência, e você está em tudo. Ame o seu mundo, cuide das árvores, do animais, do clima, dos rios, pois eles cuidam de vocês.
       Você não precisa ver o mundo de uma forma finalista, mas cooperativista. Vocês não precisam  encarar a vida com a fatalidade predatória, que o mais forte precisa destruir para vencer. Em qualquer ramo da atividade humana, percebe-se que a cooperação é sempre melhor do que a competição. Mas essas palavras são apenas fragmentos de um outro muito antigo recado, já dado, esquecido e frequentemente relembrado...
Jeff London
Enviado por Jeff London em 08/10/2019
Reeditado em 10/10/2019
Código do texto: T6764283
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jeff London
Betim - Minas Gerais - Brasil
358 textos (17894 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 03:48)
Jeff London