Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E você acredita?

- Sara vamos logo senão a gente se atrasa!!!!
- Ai Ana to indo espera, você não quer que eu saia de casa com esse cabelo quer?
- Ai meu Deus, Sara até você resolver esse seu cabelo o mundo já acabou...
- O que foi que você falou Ana?
- Nada criatura anda logo!!!!! Saco...
- A festa da escola deve estar bombando né Sara?
- Eu espero que depois desse atraso enorme, por sua culpa claro, ainda tenha alguma vodca quando a gente chegar...
- Ao invés de você ficar reclamando do meu atraso mínimo, você poderia por essa sua lata velha pra andar mais depressa não acha?
- Atraso mínimo Sara? Atraso mínimo eu fiquei te esperando 3 horas!!!!! Você chama isso de atraso mínimo?
- Ana o que é isso ali na estrada?
- Não disfarça e nem muda de assunto você é uma irresponsável isso sim...
-Ana eu não to brincando, o que é aquilo ali oh...
- Parece um cara, deve ser um desses indigentes que ficam por ai cheirando aquelas porcarias...
- Não seria bom a gente dar uma olhada?
- C ta loca criatura? Já passa das 02:00 da manhã e você quer descer do carro e ficar andando nessa estrada deserta?
- Ana olha....
- Não eu não vou de jeito nenhum descer desse carro Sara nem que você me mate eu não desço de jeito nenhum...
- Ana é uma mulher ela está ferida, está pedindo ajuda, o carro dela deve ter se acidentado...
- Sara eu não vou descer do carro, sei lá quem é essa mulher?! Pode muito bem ser uma ladra ou assassina em potencial sei lá...
- Ana ela está pedido ajuda coitada, poderíamos você ou eu quem estivéssemos em uma situação dessas, se isso acontecesse você não gostaria de receber socorro?
- Nem vem que não tem, com essa sua filosofia de Madre Tereza dos pobres e oprimidos, eu não vou descer...
- Ta bom Ana, não desce então, eu sei de mim que eu vou ajudar...
- Sara volta pro carro, Sara sua doida, me espera ai... Ai ninguém merece depois morre e não sabe por que...
- Moça o que aconteceu você está machucada?
- Por favor, me ajude, minha filha está no carro, me ajude...
- Onde, onde está o seu carro, fique calma eu vou chamar os bombeiros...
- Venha comigo, por favor, minha filhinha ela está sozinha deve estar com frio, com medo...
- Sara, Sara para de correr me espera, Meu Deus onde ela está indo, Sara não entre nessa mata, Sara!!!!!!!!
- Ali, ali está o carro, por favor, ajude minha filha!!!!!
- Moça fica tranqüila eu já chamei os bombeiros, vou descer lá e tentar acalmar sua filha fique calma, por favor...

Ao descer aquele barranco, Sara nunca teria como saber lá embaixo, dentro daquele carro destruído, havia uma menina, muito machucada precisando de socorro, e que se ela não tivesse descido e ido ajudar, a menina morreria junto com sua mãe que dormiu enquanto dirigia causando o acidente.

Quando os bombeiros chegaram, e mais tarde a policia rodoviária, não acreditaram quando Sara afirmou que a mãe da menina, tinha pedido ajuda a ela e a sua amiga Ana, pois, segundo os primeiros exames feitos no local do acidente, a pobre moça quebrou o pescoço com o impacto do acidente e morreu na hora.  E você acredita?
Selva
Enviado por Selva em 29/11/2007
Reeditado em 13/04/2009
Código do texto: T757998

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Selva
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 37 anos
24 textos (2779 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 16:11)
Selva