Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EM REUNIÃO INIMAGINÁRIA,,, ALETRAS APROVA RETIVÍRGULA -> Marcos Barbosa

Pelo acadêmico Marcos Barbosa FRC

A diferença entre o escritor e o leitor, é que nós registramos nossos sonhos e devaneios. Às vezes trata-se de um sonho “interna corporis”, que se passa dentro do nosso ambiente cerebral,,, mas outras vezes, muitos de nós saímos do corpo, enquanto este dorme, para visitar outras plagas, paisagens diversas noutros países ou planetas do universo.
Outro dia eu entrei em estado de devaneio,,, sonhei acordado com uma reunião da Academia de Letras. A nossa é a menor de todas, a última que foi fundada, mas estamos em crescimento,,, SOMOS TODOS APRENDIZES.
--- Senhor presidente Filemon Félix, raramente eu peço a palavra nesta Augusta Casa de Letras, mas hoje quero me dirigir aos imortais reunidos em Aletras, para pedir o reconhecimento formal da retivírgula,,, e que seja consignada em ata pela imortabilíssima Herotildes Milhomem.
--- Está em votação a proposta de reconhecimento da retivírgula como sinal de pontuação, criado pelo acadêmico Marcos Barbosa,,, mas antes quero dizer que:" Por si só, uma inovação gramatical já merece nossos aplausos,,, sobretudo por se tratar de algo revolucionário e por partir de um confrade da nossa Academia de Letras. Acredito que a sua defesa desse sinal de pontuação é bastante consistente para a incorporação da RETIVÍRGULA no nosso léxico. Como professor e escritor, recebo de bom grado essa inovadora proposta. Não tenho, no entanto, autoridade filológica para julgar essa criação. Espero sim,,, que a Academia Brasileira de Letras acolha essa proposta inovadora e louvável. Um fraterno abraço, confrade, e parabéns pela bela iniciativa."
--- Peço a palavra, senhor presidente – solicitou, do alto da cadeira 39, o ex-presidente Rômulo Nunes Lima.
--- Concedida a palavra ao presidente fundador da nossa Academia.
--- Antes de entrarmos em votação, eu gostaria que o Acadêmico Marcos Barbosa fizesse a defesa oral da sua proposta, para que fique registrado em ata, enriquecendo a história da nossa academia.
--- Com a palavra, o acadêmico Marcos Barbosa, para arguição oral da sua inovadora proposta.
--- Criei a RETIVÍRGULA,,, para simplificar o trabalho de escritores, roteiristas, poetas, jornalistas e a todos os profissionais que precisam expressar suas idéias e sentimentos por escrito. Observem um texto feito para teatro ou cinema,,,um roteiro,,, ou a transcrição taquigráfica do discurso de um advogado num tribunal,,, ou de um político. Quantas observações são feitas (entre parênteses),,, para expressar apenas um suspense,,, uma ironia,,, ou um sentimento de espanto,,,medo,,, nojo,,, ódio,,, orgulho,,, raiva que não podem ser sinalizados pela exclamação, ou outro sentimento do orador, entre os 356 sentimentos e estados de alma que o ser humano é capaz de sentir. Estes multifacetados estados do espírito humano podem ser ,,, parcialmente expressos,,, resolvidos com a RETIVÍRGULA... Até a palavra ou expressão que lembre “tesão”,,, por exemplo,,, pode ser acompanhada desta nova pontuação para que o orador faça o gesto apropriado, na caso da leitura ou representação de um texto erótico.
Portanto,,, este novo sinal,,, serve para pontuar ou assinalar uma pausa,,, mais prolongada que uma vírgula,,, por exemplo: Ao se transcrever um discurso falado de improviso,,, a retivírgula indica o momento que o orador chamou a atenção com um gesto,,, e neste momento,,, fez uma pausa; quis causar suspense,,, e novamente fez outra pausa; ou para despertar curiosidade,,, acompanhado de algum gesto ou expressão facial; ou também, com o poder da palavra, despertar sentimentos de amor,,, envolvimento com o que está sendo dito,,, ou até mesmo indignação. A retivírgula é usada dentro de um mesmo período,,, na continuidade de uma frase,,, em um contexto onde a vírgula,,, o ponto,,, e a reticência, não são suficientes para expressar os pensamentos e sentimentos do orador,,, escritor,,, poeta ou roteirista. Este novo sinal de pontuação não segue as regras da vírgula.
A retivírgula não esgota as possibilidades de registro impresso, por escrito, dos sentimentos e expressões que o ser humano é capaz de expressar com a linguagem do corpo e as expressões fisionômicas,,, até porque as ciências da psicologia e da neurolinguística relacionam 356 sentimentos humanos. Não temos a pretensão de expressar todos eles com a retivírgula, mas a dezenas deles pode ser concedida a pausa necessária para a interpretação de leitores, oradores, atores, que ao declamar,,, poderão deduzir a linguagem gestual ou corporal a ser aplicada, conforme o texto pontuado pela retivírgula. Aquilo que a retivírgula não conseguir representar, que se continue usando as explicações (entre parênteses).
É o que eu tinha a dizer. Muito Obrigado pela oportunidade
--- Está em votação a defesa da retivírgula...
Todos os 40 acadêmicos se levantaram em sinal de aprovação.
--- Determino à Secretaria que envie uma cópia da ata desta Convocação Extraordinária para a Academia Brasileira da Letras. Está encerrada a sessão.
Marcus Aurelius
Enviado por Marcus Aurelius em 11/04/2017
Reeditado em 28/04/2017
Código do texto: T5967935
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Marcus Aurelius
Águas Lindas de Goiás - Goiás - Brasil, 64 anos
220 textos (48386 leituras)
11 e-livros (734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/04/21 19:50)
Marcus Aurelius