Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETA JORGE RIBEIRO SALES

POETA JORGE RIBEIRO SALES

* PUBLICADO NA USINADELETRAS EM 06/09/2006)


Dia quatro do corrente
Às vinte horas encontrei,
No Bar Mais uma Dose
Jorge Sales,sempre admirei,
Dando aula de poesia
Não perdi tempo,aproveitei.


Até as minhas frases
Já estou escrevendo
Um pouco mais diminutas
Com êle estou aprendendo;
No Projeto Segundas Intenções
Mandou ir me inscrevendo.


Êste Projeto acontece
Todas as noites de segunda
Lá no tablado fui falar
Tremia até minha bunda,
Porque lá só tem artista
De alma bem profunda.


"A Lingüiça do Meu Avô",
Fiz a leitura no tablado
Parece que a turma gostou
Vi o pessoal bem animado,
-Ah! se fôsse lingüiça nova,
Falou uma moça do meu lado!


O Jorge lá não é Ele,
Ele lá é o Poeta
Passa todo o seu tempo
Cumprindo bonita meta,
Faz cordel pra tantos
Deixa gente até "pateta".


Quando vai acontecer
Do evento finalizar,
Jorge sobe no palco
Então começa a rimar,
Cita todos os presentes
POETA...palmas vão aumentar!!!


Nota: Jorge Ribeiro Sales faleceu recentemente
(14/11/2008) aqui em Vila Velha/ES,onde residia.

Meu eterno agradecimento ao amigo
pelo fato de tê-lo conhecido.

Pedrinho Goltara - 18/11/2008.

Pedrinho Goltara
Enviado por Pedrinho Goltara em 18/11/2008
Código do texto: T1289861
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedrinho Goltara
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 66 anos
630 textos (134493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/18 01:10)
Pedrinho Goltara