Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“POETA FIEL”

Mai, se você gosta de cordel
Eu posso lhe oferecer
Já que não posso dá pra você
Nem a terra, nem o céu
Nem uma lua de mel
Nem a minha fidelidade
Pois com toda sinceridade
Só à poesia eu sou fiel.

Eu não posso lhe ofertar
Uma ida sua ao sol
A beleza do arrebol
Também não posso lhe dá
Se o meu coração arrancar
Para você, eu morrerei
Das coisas que amei
Só a poesia eu amo amar.

Como lhe dar da Rainha
Os tesouros, de Sabá
A profundeza do mar
E o voou da andorinha
O crepúsculo à tardinha
Ou o alvorecer do dia
Eu sendo da poesia
E a poesia sendo minha?

Como posso lhe oferecer
Leite tirado da rocha
E eu não serei uma tocha
Acesa pra lhe aquecer
Dois corpos, um ser
São a poesia e eu
O que a gente viveu
Não deixo nem s’eu morrer.

Se eu pudesse lhe daria
A imensidão do universo
O segredo dos meus versos
Só pra você eu diria
Certamente hoje é o dia
De o mundo inteiro saber
O que eu já sinto em você
Mai Brasil é a poesia!
Jurandir Silva
Enviado por Jurandir Silva em 27/05/2009
Reeditado em 27/05/2014
Código do texto: T1617689
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Jurandir Silva
Gravatá - Pernambuco - Brasil, 57 anos
419 textos (19248 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 12:03)
Jurandir Silva