Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anjo.

Autor: Daniel Fiuza
10/12/2015

Eu sou pau de dar em doido
Não se apaixone por mim
Eu vim de outro planeta
Trazido por querubim
Tenho veneno de cobra
Inteligência de sobra
Na parte boa ou ruim.

Não pense que sou assim
Ou que sou de outro jeito
Provoco frio na espinha
E dou prazer onde deito
Não tenho medo de nada
Passo embaixo de escada
Da vida tiro proveito.

Eu não tenho preconceito
Vivo a vida em cada dia
Sou totalmente maluco
Do inusitado sou cria
Na faculdade do amor
Sou mestre, sou professor,
Vivo na plena alegria.

Dou prazer com garantia,
O meu amar é colosso
Chupo a fruta do amor
E como até o caroço
Amo com cinco sentidos
Com gestos bem decididos
Beijo dos pés ao pescoço.

Garanto não sou bom moço
Sou a própria perdição
Um risco sempre eminente
O calafrio e a emoção
Paradigma mais gostoso
Momento bom, perigoso,
E o gozo em profusão.

Provoco com tentação
Porque garanto o prazer
À maravilha do sonho
O verdadeiro viver
O que você vai provar
É o puro e doce manjar
Que nunca vai esquecer.

Mas adianto a você
No amor eu sou um bandido
Sou fiel só por um dia
Nesse meu gesto atrevido
Depois eu peço, me esqueça!
Que suma, desapareça...
Pois sou um caso perdido.

Por muitas eu sou querido
E por outras desejado
Quem me prova sempre gosta
Por isso sou bem amado
O meu poder eu esbanjo
Me considero um anjo,
Mas sou um anjo tarado.

Se tenho alguém ao meu lado
Eu dou todo o meu amor
E mostro o paraíso
Com muita luz e sabor
Mato a fome, mato a sede
Faço subir na parede
Gemendo sem sentir dor.

Mas depois faça o favor
Guarde tudo na lembrança
Amanhã já é passado
Não fique com esperança
Pois sou um anjo imortal
E o meu amor é fatal
Sem vinculo, nem aliança.
Domfiuza
Enviado por Domfiuza em 10/12/2015
Código do texto: T5476147
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Domfiuza
Santa Barbara D'Oeste - São Paulo - Brasil
1110 textos (152916 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/21 01:23)
Domfiuza