Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Versos e versos

Hoje eu acordei derrotado
Com ar de distância e solidão
Vivi e me vi preso de mim mesmo
Soberbo, tentei resistir

É inútil a luta conta si
É como lutar contra o mundo
Desejo?
Réplica...
É passageiro
Ele se tornou eterno

É completo em sí
Mas me deixa vazio
Porque dentro do meu escuro e frio coração
Habita uma alma

Que vê a calha de sentimentos
Inundada por coisas inúteis
Fúteis arredondadas

Quem era, o que sou
Me tornei do tempo pranto
Do que já foi encanto
Martírio, presunção e dor


Nota do autor: " Não sei porque escrevi essa confusão de versos, talvez escrevi porque muitos de nós as vezes nos sentimos assim. CONFUSOS. E mesmo que tentemos seguir não conseguimos. Foi assim que me senti quando escrevi esses versos,de versos soltos."

SANTOS, Allan
Laje 05 de dezembro de 2017
Allan Santos
Enviado por Allan Santos em 05/12/2017
Código do texto: T6191267
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Allan Santos e o seu perfil no instagram alan_cordel). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Allan Santos
Laje - Bahia - Brasil
15 textos (206 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:36)
Allan Santos