Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estrofes de cordel

Tão belo escrever poesia
Intensa, nasce toda hora
No meu peito sempre aflora
Cantada a dor nos alivia
Nem saudade judia
Poesia, vestes d'alma nua
Canta o seresteiro a lua,
O pôr do sol na estrada
A poesia vem grudada
E ameniza a vida árdua!

Cada aplauso uma curtida
Bem recebido, agradeço,
De cada um não esqueço,
Louvo a amizade querida,
Que me segue na lida,
Quando curte meu verso
Brilha estrelas no universo
Minha inspiração enriquece!
 E a gentileza de vosmicê,
Faz da poesia meu berço!

Bel Salviano
10/01/2018
xxxxxxxxxxx

Queria ser somente tua
Como fosse tu  só meu
Ser musa do sonho teu
 Me visse como olha a lua
Queria andar livre na rua
Te tendo do meu lado
Amigo ou meu namorado
Ter a mesma  solidão
Como fosse eu tu a nação
Mais  junto, misturado!

Bel Salviano
xxxxxxxxxx

Nasceu um pé de esperança
Dentro do coração meu
Vendo que tu lembrou d'eu
Nesses braços, nosso abraço
Cheiroso que fez laço
Com a saudade amarrada
Sigo tu na tua estrada
Leve contigo o meu olhar
Nele o sol, estrelas, luar
P'reu sempre ser lembrada!

Bel Salviano
xxxxxxxxxxx

Sou Cultura Popular
Sou guerreira do Sertão
Sou a natureza pura
Sou semente desse chão
Sou filha do vaqueiro
Sou neta do guerreiro
Do Nordeste sou a nação!

Bel Salviano
xxxxxxxxxxx

A poesia é como  diário
Desabafo minha dor
Também expresso alegria
E dou reza ao sofredor
Dela tiro minha energia
Pra suportar o dia a dia
E com Deus falar de amor!

Bel Salviano
xxxxxxxxxxx

A poesia é meu acalento,
Brota n'alma escorre a fio
Foz nascente desse rio
Corredeira no ar do vento
Não é ciência do invento,
É o amor que gera a gente
Enche o peito aflora a mente
A poesia é  jardim de flor
Semeia a paz, nos tira a dor
É a luz aqui presente!

Bel Salviano
01/0/2018
xxxxxxxxxxx

Metade da lua eu te dei
Era minha e tu assim levou
Nem suspeita despertou
A outra parte não herdei
Só no mundo viverei
Voo no espaço da mente
Penso se você sente
Oh livre liberdade,
Preso na sua saudade
Sem vida no presente!
xxxxxxxxxxx

Hoje foi melhor que ontem
Sair da linha desandei
Aqui contida no tempo
Sem parte  da lua que dei...
Nele foi o desejo meu
Será  ou não  todo teu
O destino que sonhei...

Bel Salviano
08/01/2018

xxxxxxxxxxx
Eu já amei, até desamei
Vivi ilusões, não arrependo,
Tropecei, aprendi vivendo,
Conto a alegria que vivenciei
Chorei dores, reclamei,
E revendo a vida atual
Me acho deveras especial
Por ter Luz, iluminada,
Visto-me poesia criada,
Como um dom espiritual!

Bel Salviano
9/1/2018

Xxxxxxxxxxx


bel Salviano
Enviado por bel Salviano em 11/01/2018
Código do texto: T6222818
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
bel Salviano
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil, 56 anos
124 textos (9062 leituras)
9 áudios (704 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/18 10:19)
bel Salviano