Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Delírios de Poetas.

O que faz uma Poetisa
Nos sonhos de alguns Poetas?!
Vestir diversas camisas
Vagar galáxias diversas
Mergulhos de ponta-cabeça
Transborda poesia, à testa!...

Viajar por outros caminhos
Fazer das tristezas festa
Transpor diversas divisas
Malícia boa interessa
Desejos, carinho e vinhos
Eita que é bom à beça!

É na luz da lamparina
Na falta da luz da lua
Que surge então a menina
Que imaginas ser tua
E o poema se anima
Ao deixa-la toda nua...

A nuvem escura no céu
Fresta da janela abrindo
E o poeta menestrel
Toma uma pinga sorrindo
Conseguiu tirar o véu
Da fantasia o menino...

E pra não haver controvérsias
Pra não gerar confusão
Nos sonhos de um Poeta
Poetisa é avião
Princesa, rainha,  ninfeta
Com caneta e papél na mão.

                              📖

Ps:. Este Poema é original dessa autora,
 com permissão para adaptação musical na letra, música arranjo,  por Déia Palheta.
Ficando assim:


Delirios de um poeta menestrel

Delírios de Poeta.
O que faz uma Poetisa
Nos sonhos de alguns Poetas?!
Vestir diversas camisas
Vagar galáxias diversas !! ( até aqui declamado)
Mergulha em ponta-cabeça
Transborda poesia, à testa!...
Fazer da tristeza festa
Malícia boa interessa
Eita que é bom à beça! (2x)

É na luz da lamparina
Na falta da luz da lua
Eis Que chega toda faceira que imagina ser toda tua.

A nuvem escura no céu
E o poeta menestrel
Consegue tirar o véu
E toma a pinga sorrindo
Se torna todo menino...


Deia Palheta e Benígna Samselski (Poema adaptado)



Benígna Samselski
Enviado por Benígna Samselski em 19/01/2018
Reeditado em 31/05/2018
Código do texto: T6230621
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Benígna Samselski
Belém - Pará - Brasil
77 textos (1779 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 17:26)
Benígna Samselski