Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUENGA NO CABARÉ.

Tava Dom Pedro Primeiro
Pulando e gritando "eu fico!"
Dom Pedro era homem rico
Dono de muito dinheiro
Muito poico no chiqueiro
Vaca leiteira e café
Vinte quilo de muié
Madama pra fazê fíi
Passage aérea pro Ríi
Dez quenga no cabaré!

Abaixo, a sempre brilhante interação do Poeta, e agora amigo do recanto,  STELO QUEIROGA:

"Dão Pêdo raparigueiro
Deu de morá num bordé
Se amancebou mais Raqué
E pegaram ?ajuntá dinheiro
Pade Ciço em Juazeiro
Mandou baixar um edito
Proibiu vender priquito
Dão Pêdo pidiu arrego
Inté hoje o tá do imprego
De muiédama é confrito."
Zé Roberto
Enviado por Zé Roberto em 10/03/2018
Reeditado em 12/03/2018
Código do texto: T6276261
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Roberto
Mauá - São Paulo - Brasil, 54 anos
323 textos (15059 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/18 15:59)
Zé Roberto