Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A CAIXA DE PANDORA

Segundo a mitologia,
Num tempo em que não havia,
De forma alguma, os mortais,
Certo titã deu início,
Na terra, a grande suplício,
Por ser teimoso demais.

O titã Epimeteu
E seu irmão Prometeu
Dedicaram lealdade
A Zeus, durante batalhas,
Mas o segundo, por falhas,
Enfrentou penalidade.

Pelo apoio concedido,
Aos irmãos foi permitido
Que povoassem o mundo.
Então, veio a bicharada
Por Epimeteu criada.
Ele foi hábil, fecundo.

A criar todo animal,
Ele deu a cada qual
Jeitos diferenciados.
Também pela sua mão
Foi dada uma proteção
Aos seres recém-chegados.

Prometeu, mais detalhista,
Fez uma obra de artista:
Um homem, com água, argila.
Queria pro novo ser
Algo para proteger,
Feito o fogo que cintila.

Prometeu pediu o fogo,
Zeus não atendeu o rogo,
Não permitindo seu uso.
Prometeu, estranhamente,
Roubou o fogo, insistente,
Dando ao homem... Quanto abuso!

Zeus, devido à irritação,
Ordenou a punição
Do seu titã infrator:
Numa montanha amarrado,
Prometeu era atacado
Por uma águia... Que horror!

Pelo bicho referido
Seu fígado era comido,
Com avidez, todo dia.
Assim se dava a rotina:
Vinha a ave de rapina
E à noite, o órgão crescia.

Por terem o fogo aceito,
Aos humanos foi o jeito
Punir de alguma maneira.
A ideia de Zeus na hora
Foi conceber a Pandora,
Então a mulher primeira.

Era Pandora moldada
Para ser assemelhada
À bela deusa Afrodite.
Recebeu diversos dons,
Muitos agradáveis, bons,
É preciso que se cite.

Amor, generosidade,
Beleza, paz e bondade,
Saúde e sabedoria.
Eis alguns dos atributos,
Os valores impolutos
Que Pandora possuía.

Por Pandora seduzido,
Quis logo ser seu marido
Epimeteu, o titã.
Zeus ofertou ao casal
Um presente especial...
Lembra a história da maçã!

Foi uma caixa ofertada,
Sendo Pandora avisada
Por Zeus no seguinte alerta:
- Mesmo se você quiser,
Essa caixinha, mulher,
Jamais pode ser aberta!

A moça, teimosamente,
Um dia abriu o presente,
Libertando esses horrores:
Inveja, fome, ganância,
Pobreza, beligerância,
Doença, morte, outras dores.

Recordando o que Zeus disse,
Pandora, após a tolice,
Fechou o recipiente,
Dentro dele se mantinha
Esperança, ali sozinha,
O valor remanescente.

_____

* Adaptação de uma das versões do mito.
Jerson Brito
Enviado por Jerson Brito em 01/09/2018
Reeditado em 01/09/2018
Código do texto: T6436508
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Jerson Brito
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 46 anos
1739 textos (187019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/01/20 18:20)
Jerson Brito