Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÍVER DA CLARALUNA

Poetisa, mulher e mãe,
Coração feito de amor,
És a minha doce amiga
Contigo, desdenho da dor,
Também és, entre as flores,
A preferida do "Boto Trovador".

Esse apelido tão carinhoso
Nasceu d'uma brincadeira,
O Boto ficou mais charmoso
Com dentadura de primeira,
Feito pela amada Mira Ira
Uma linda poetisa mineira.

Claraluna, está bem claro,
Que te adoro de verdade
Mesmo numa amizade virtual
Pode haver muita sinceridade,
Te vejo e penso minha Irmã,
Todo dia bate a saudade!

Não posso me prolongar
Nesses versos de improviso,
Estou correndo, atarefado...
Mas, falar algo ainda preciso,
Você mora no meu coração
Sem precisar de nenhum aviso!

Envio os sinceros cumprimentos
Extensivo também ao maridão,
Um casal que vive sorrindo
Desconhecendo uma tal solidão,
Vamos comer logo os doces
Nesse dia de Cosme e Damião!

Fale com o marido EDIR
Pra não comer em demasia,
Quanto mais madura, melhor,
Já me falou a "Dona Maria",
Então, EDIR, coma pouco doce,
Pra não ter uma desinteria!!!

(risos............)

PS: Parabéns, minha linda amiga-poetisa. Brindemos com um cafezinho!
Obrigado!!!!!!!!!!!!!!!!!

Pedrinho Goltara






Pedrinho Goltara
Enviado por Pedrinho Goltara em 27/09/2007
Código do texto: T671059
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedrinho Goltara
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 65 anos
630 textos (128564 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 09:57)
Pedrinho Goltara