Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Serpente e a Lima

Certa vez uma cobra danada
Ao entrar na casa de um ferreiro
Sentiu-se por demais ameaçada
Que deu um bote certeiro
Numa lima que ali estava
Dando-se mal o animal rasteiro
À ferramenta não houve nada
Pois o seu aço ficou inteiro.

Mas nunca foi de desistir
A feroz sagaz serpente
E tentou outra vez ferir
Ao limador impertinente
Que parado como a sorrir
Olhou o réptil indecente
Do qual o sangue a cair
Encharcava o ambiente.

A cobra com sangue na boca
Mostrou-se desnorteada
Mas a lima com voz rouca
Não pode ficar calada
E disse sem fazer fofoca
Para a peçonhenta calada
Você é néscia e boboca
Minha matéria é temperada
Você pra mim é uma minhoca.

Não pode me fazer mal
Nem me aplicar seu veneno
Eu resisto a qualquer animal
Seja ele grande ou pequeno
Por isso vá para o quintal
Procure um outro terreno
Não seja débil mental
E avalie seu ato obsceno.

Será que a cobra aprendeu,
Será que ela guardou a lição,
Depois do que lhe sucedeu?
Mas o que vale nesta exposição
É o que você ouvinte percebeu
E vai levar no seu coração
Uma vida honesta em Deus
É como a Lima desta canção.

Ela trabalha muito bem
Faz o ferro extremamente liso
Não destrói a vida de ninguém
Colabora com seu trabalho conciso
Disposição à servir sempre tem
Faz a sua parte quando é preciso
Nunca nega a sua ajuda a alguém
Nas mãos um calo, na boca um sorriso.

Se a serpente representa o diabo
A lima é o trabalhador honesto
Nenhum mal pode lhe dar cabo
Pois se o bem que faz é modesto
O seu pecado lhe é olvidado
A Deus agrada seu pequeno gesto
E não há resquício de malgrado
Por isso sua decência aqui atesto.

Aberio Christe

(Adaptado da Fábula de Esopo)

Aberio Christe
Enviado por Aberio Christe em 29/10/2019
Código do texto: T6781885
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Aberio Christe
São Paulo - São Paulo - Brasil
94 textos (5230 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 11:40)
Aberio Christe