Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CORDEL MINHA TERAPIA ( DEPOIS DO ATAQUE DAS ABELHAS)

     

EU SOU MEIO DESAJUSTADO
TENHO POUCA HABILIDADE
PARA FAZER CERTAS COISAS
EU TENHO DIFICULDADE
MAS POR EU GOSTAR DE MEL
VOU CONTAR NESSE CORDEL
UMA TRISTE REALIDADE

ERA  UM DIA DE VERÃO
DIA DE SOL ESCALDANTE
EU SAÍ PRA UMA AVENTURA
IA ALEGRE E CONFIANTE
PARA AQUELA SITUAÇÃO
LEVAVA JUNTO O MEU CÃO
MUITO FELIZ SALTITANTE

JUNTEI-ME AO MEU COMPADRE
UM CABOCLO DESTEMIDO
QUE LEVAVA UNS APETRECHOS
ESTAVA BEM PROTEGIDO
E PARA AQUELA EMPREITADA
EU NÃO SABIA DE NADA
EU TINHA SIDO ILUDIDO

ERA UMA EXTRAÇÃO DE MEL
QUE PRA MIM ERA NOVIDADE
EU NUNCA HAVIA MEXIDO
NÃO SABIA DA GRAVIDADE
E NEM O QUE ME AGUARDAVA
MAS NO FUNDO EU DUVIDAVA
DA FALA DO MEU COMPADRE

ENTÃO ELE ME ACALMOU
E ME CHAMOU A ATENÇÃO
DISSE TEMOS QUE CONVERSAR
PRIMEIRO COM O ZANGÃO
SE NÃO COMETERMOS AGRAVO
TIRAMOS FAVO POR FAVO
SEM ARRUMAR CONFUSÃO

NA HORA DE COMEÇARMOS
EU PRESSENTI A DESGRAÇA
MEU COMPADRE CAMBALEAVA
TINHA TOMADO UMAS CACHAÇA
PARECE QUE FICOU LOUCO
SENTOU O MACHADO NO OCO
ANTES DE EU FAZER A FUMAÇA

O ENXAME TODO SAIU
E VEIO EM MINHA DIREÇÃO
EU VI QUE O MEU CACHORRO
ROLAVA DE DOR NO CHÃO
E O MEU COMPADRE BRADOU
O SATANÁS SE LIBERTOU
FUJA PARA O RIBEIRÃO

EU SAÍ EM DISPARADA
E O CACHORRO ATRÁS DE MIM
ME ATOLEI NUM LAMAÇAL
LA NO MEIO DO JASMIM
NÃO ACHEI O RIBEIRÃO
METI A CARA NO CHÃO
IGUAL UM  TATU MIRIM

QUANDO PASSOU O ZUMBIDO
EU ESTAVA TODO INCHADO
COM A CARA ENLAMEADA
E COM UM OLHO FECHADO
SEM UMA GOTA DE MEL
E O MEU CACHORRO FIEL
AO MEU LADO DEITADO

O MEU COMPADRE SAPO
CHEGOU TODO ARREPIADO
ESTAVA FEIO NA FIGURA
COM O BEIÇO PIPOCADO
TINHA UMA BOLA NA NUCA
ESTAVA LELÉ DA CUCA
FALAVA TUDO TROCADO

EU ESTAVA MERGULHADO
SÓ COM O NARIZ DE FORA
AS ABELHAS SOBREVOAVAM
NÃO ME DEIXAVAM IR EMBORA
EU ESTAVA PARALISADO
CONFUSO DESORIENTADO
SÓ PENSAVA EM CAIR FORA

JÁ  ESTAVA ESCURECENDO
QUANDO PUDE LEVANTAR
FUI SAINDO DE FININHO
PARA NINGUÉM ME NOTAR
JUNTO COM O MEU PARCEIRO
QUE PARA O MEU DESESPERO
AINDA QUERIA  VOLTAR

ESTAVA QUEIMANDO DE FEBRE
DE TANTO LEVAR FERRÃO
TEIMAVA QUE TINHA MEL
PRA ENCHER O SEU LATÃO
IMPLORAVA PRA VOLTAR
QUERIA MUITO CONVERSAR
COM SEU AMIGO ZANGÃO

NISSO PASSOU O ZE MATIAS
DE CAMISETA E CALÇÃO
RETIROU AQUELES FAVOS
SEM LEVAR UM ARRANHÃO
DISSE FIZ O MEU PAPEL
POREM ALI  NÃO TEM MEL
NEM PRA LAMBUZAR UM PÃO

EU FIQUEI TRAUMATIZADO
ACOMETIDO DE FOBIA
JUNTO ME DEU DEPRESSÃO
A PARTIR DAQUELE DIA
EU PEGUEI NOJO DE MEL
FUI SALVO PELO CORDEL
QUE HOJE É MINHA TERAPIA



             FIM


Pedrão dos Cordeis
Enviado por Pedrão dos Cordeis em 07/11/2019
Reeditado em 15/11/2019
Código do texto: T6789431
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedrão dos Cordeis
Araquari - Santa Catarina - Brasil
64 textos (5336 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/11/19 23:30)
Pedrão dos Cordeis