Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Cão e a Máscara

Um cachorro muito esperto
Procurava um osso para roer
Queria algo, que ao certo
Fizesse a sua procura valer
Incansavelmente tudo farejou
Indiscriminadamente cheirou
Mas nada para lhe satisfazer.

Porém algo avistou então
Um objeto bem colorido
Chamou-lhe a atenção
Mas ficou espavorido
Ao notar que sua visão
Tinha olhos de um tição
Por isso soltou um latido.

Não fosse a curiosidade
Teria saído correndo
Porque ele não tem idade
Para ficar se metendo
Em qualquer aventura
Ainda mais com essa gastura
Causada por medo horrendo.

Mas foi em frente
E uma máscara encontrou
Pra ele era de gente
Uma cabeça que achou
Devagar foi se achegando
Aquilo foi investigando
Mas não o abocanhou.

A máscara era muita bela
Um rosto em formosura
Que beleza era aquela?
Mas a pele era bem dura
E ele deu-lhe focinhada
Fazendo-a ficar virada
Mas ela não tinha gordura.

Ele se afastou com desdém
E disse sem consideração
“Miolos esse aí não tem
Só beleza em sua feição
Pra que serve um rosto
Que não é composto
De cérebro e sua função?”

O cachorro nos ensina
Que sobra cara bonita
Seja de menino ou menina
Mas mesmo sendo infinita
Quando não pode pensar
A beleza é de se desprezar
Super homem com criptonita.

Aberio Christe
Adaptação da Fábula de Esopo


 



 

Aberio Christe
Enviado por Aberio Christe em 08/11/2019
Código do texto: T6789912
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aberio Christe
São Paulo - São Paulo - Brasil
85 textos (4693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/11/19 23:34)
Aberio Christe