Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORDEL DA CALAMIDADE

CORDEL DA CALAMIDADE
Jajá de Guaraciaba

É UMA CALAMIDADE
O QUE ESTÁ ACONTECENDO
ACHO UMA CRUELDADE
FINGIR QUE NÃO ESTÃO VENDO.

NOSSAS FLORESTAS QUEIMADAS
E AS NOSSAS FONTES SECANDO
AS NOSSAS FAUNAS AMADAS
AOS POUCOS ESTORRICANDO.

É GRANDE A DOR QUE EU SINTO
POR VER TODO ESSE DESCASO
MEU ANSEIO FOI EXTINTO
POR ISSO QUE EU ME EXTRAVASO.

AO VER OS BICHOS SOFRENDO
E AS LABAREDAS SUBINDO
AOS POUCOS EU VOU MORRENDO
E A MINHA CRENÇA SUCUMBINDO.

O PICA-PAU BICA O PAU
O BEM-TE-VI QUE NÃO VI
HOJE EU ME SINTO MAL
POIS ELES NÃO ESTÃO AQUI.

AO VER JABUTI CORRENDO
MAIS DO QUE PODE, O COITADO
MINHA CABEÇA, REMOENDO
E O CORAÇÃO AGITADO.

EU QUERIA UMA FLORESTA
ONDE NÃO HOUVESSE PELEJA
QUE TUDO FOSSE UMA FESTA
COMO TODO MUNDO ALMEJA.

O EXAGERO NO GARIMPO
E A EXTRAÇÃO DA MADEIRA
DEIXA O ECOSSISTEMA “LIMPO”
E TAMBÉM MUITA SUJEIRA.

AS QUEIMADAS ESTÃO DEMAIS
DIZEM QUE É POR ACIDENTE
PRA MIM SÃO PROPOSITAIS
TENHO RAIVA DESSA GENTE.

ONDE JÁ SE VIU QUEIMAR
NOSSO LINDO SANTUÁRIO
FAZENDEIRO QUER FICAR
CADA VEZ MAIS MILIONÁRIO.

QUANDO EU ANDO PELA ESTRADA
QUE DIVIDE O PANTANAL
E DEPARO COM QUEIMADA
EU CONFESSO, PASSO MAL!

EU DESEJO POR VINGANÇA
A TODOS OS RESPONSÁVEIS
QUE ELES TENHAM POR HERANÇA
PESADELOS MISERÁVEIS.

AO ENCERRAR ESSE CORDEL
EXPEÇO UM ALERTA PROFUNDO:
NOSSO PRINCIPAL PAPEL
É SALVAR O NOSSO MUNDO.














Jajá de Guaraciaba
Enviado por Jajá de Guaraciaba em 08/11/2019
Reeditado em 08/11/2019
Código do texto: T6790255
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jajá de Guaraciaba
Pilar do Sul - São Paulo - Brasil, 76 anos
721 textos (78319 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/11/19 23:27)
Jajá de Guaraciaba