Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O novo coronavírus (sua história e prevenções)

O novo coronavírus
Quando chega no pulmão
Causa a doença Covid
Que para a respiração.
Por isso pra se cuidar
Procure se orientar,
Mas não precisa aflição.

Se você é um cristão
E vê em Deus as saídas,
Fique em casa, reze, ore,
Pelas pessoas queridas.
Lave as mãos e fique atento,
Pois só com afastamento
Poderemos salvar vidas.

As palavras descabidas
De quem só pensa em dinheiro
Ferem as orientações
Seguidas no mundo inteiro.
Quem tem juízo obedece
Ao que diz a OMS
Pra se livrar do coveiro.

Esse vírus traiçoeiro
Já virou uma pandemia,
Mostrando pra todo mundo
Que não é uma fantasia.
Quem com ele está brincando
Tá vendo o mesmo matando
Muita gente todo dia.

Não precisa de histeria
Nem se fazer picuinha,
Mas é preciso cuidar
Do vozinho e da vozinha,
Pois esse vírus promove
A COVID 19
Que não é uma gripezinha.

Devemos ver nessa aulinha
Como é feita a prevenção,
Lave as mãos com mais frequência
Sempre usando água e sabão,
Se'squeça dos "Sujismundos",
Demore vinte segundos
Para a higienização.

Só com essa precaução
Nós tiramos a gordura,
Que dá proteção ao vírus,
Essa triste criatura,
Que morrerá facilmente,
E nós seguimos em frente
Com a nossa vida segura.

Porém, se por desventura,
Não tiver essa opção,
Pode usar o álcool em gel
Para desinfecção.
Ou até desinfetante,
Pois ele também garante
Não ter disseminação.

Outra recomendação,
Que a OMS diz,
É não tocar com mãos sujas
Nos olhos, boca ou nariz.
Veja isso com bom gosto,
Pois nas entradas do rosto
O vírus tem diretriz.

Como a educação condiz,
Sem fazer estardalhaço,
Para espirrar ou tossir
Baixe o rosto no antebraço.
Para não correr perigo
Só cumprimente um amigo
Com aceno, sem abraço.

Procure manter o laço
De carinho e afeição,
Mas evite a qualquer custo
Fazer aglomeração.
Pois só um inconsequente
Que quer a morte da gente
Faz essa provocação.

Enquanto houver dispersão
Do vírus que nos arrasa
Não seja mais um doente,
Com um pulmão que se abrasa.
Mostre ser inteligente,
Não se torne displicente,
Faça o certo, fique em casa!

O nosso amor fica em brasa
Num estado de vigília,
Se a gente ficar em casa
Zelando pela família.
E se o tempo demorar
Podemos aproveitar
Para cuidar da mobília.

Seja aqui ou em Brasília,
Busque também respeitar
Quem arrisca suas vidas
Para as dos outros salvar.
Pois médicos e enfermeiros
Vão tratando os brasileiros
Sem poderem descansar.

Ninguém deve praguejar
Botando a culpa na China,
Pois como o vírus surgiu
A ciência nos ensina.
Falar sem ter fundamento
É seguir o pensamento
De quem não raciocina.

Um vírus se dissemina,
Porém sofre mutações
E o material genético
Sofre modificações.
Segundo pesquisadores,
O vírus que causa horrores,
Teve essas transformações.

São muitas interações
De vírus com animais
E, nesse caso, o morcego
Deu os primeiros sinais,
Por via respiratória,
Mudou o rumo da história,
Passou para os racionais.

Pra proteger os demais
Num contato permanente,
Saiba que um desinfetante
Desinfecta o ambiente.
O mantenha ventilado,
Deixe tudo bem lavado
Sem ter nenhum poluente.

Se conviver com doente,
Não precisa afobação.
Mas fique de quarentena
Para observação.
Nenhum sintoma surgindo,
Continue se prevenindo
Pra não ter infecção.

A máscara de proteção
Deve ser utilizada
Só por quem está doente
Com febre a ser controlada.
Se sentir falta de ar
Deve então se internar
Pra doença ser tratada.

Uma pessoa internada
Irá para o isolamento,
Pois se testou positivo
Terá acompanhamento.
Se tinha saúde boa,
Com certeza, essa pessoa
Ficará bom a contento.

Não há até o momento
A cura da enfermidade,
Por isso é bom prevenir-se
Pra não ter calamidade.
O ato de se afastar,
Além de nos preservar
Salvará a humanidade.

Agir com serenidade
Agora é essencial.
Por isso, o distanciamento
Do convívio social
É a única solução
Pra toda população
Chegar feliz no final.

Não seja um irracional
Pratique o Distanciamento,
Pois esse é o melhor remédio
Que temos pro tratamento.
Faça essa ação tão pequena
Pra não ir pra Quarentena
E acabar em Isolamento.

Ismael Gaião
Recife, 24 de março de 2020.
Ismael Gaião
Enviado por Ismael Gaião em 26/03/2020
Código do texto: T6897775
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Ismael Gaião
Recife - Pernambuco - Brasil, 58 anos
257 textos (118381 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/04/20 05:47)
Ismael Gaião