Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



Língua Solta



Língua solta também é ferina,
diz coisas que até Deus duvida,
só para quando termina...
de difamar todos, na vida.

Fala de mim, dele, dela... de si,
de qualquer um que vier,
da manga, goiaba e do sapoti,
fala de homem, menino e mulher.

Língua grande mal cabe na boca,
assusta mais pelo veneno,
bodeja tanto que fica rouca,
faz o mundo estreito e pequeno.

Desgraçada e peçonhenta...
essa língua é tão fofoqueira,
que nem mesmo o Diabo aguenta,
com tanta futrica e besteira.

Por isso tenha cuidado,
ouça desconfiado o que ela diz,
é bom ficar preocupado,
com essa tal língua infeliz.

Assim, lhe dou mais um conselho,
na conversa... seja último a sair,
esse tipo é tão traiçoeiro,
depois fala mal é de ti.




 
POST SCRIPTUM




Pubicado anteriormente em 2018




INTERAÇÕES DOS AMIGOS



Tem gente que acha bonito
Ficar fazendo fofoca
Eu acho muito esquisito
Gente assim me sufoca.

(Poetisa Guida Sá)




A língua não tem osso,
Fala o que bem quer,
Cuida da vida dos outros,
Coça na boca da mulher.

(Poetisa Uma Mulher Um Poema)




De língua venenosa
quero muita distância
porque são habilidosas
em mentira e petulância!

(Poetisa Vilma Orzari Piva)



 
Aluízio A C Amorim
Enviado por Aluízio A C Amorim em 26/03/2020
Reeditado em 30/03/2020
Código do texto: T6898005
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Aluízio A C Amorim
Teresina - Piauí - Brasil
90 textos (31411 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/04/20 00:47)
Aluízio A C Amorim